Werther Santana / Estadão Conteúdo
Werther Santana / Estadão Conteúdo

Carille defende Avelar: 'Se não tivesse cabeça boa, não estaria jogando mais'

Apesar da vitória sobre o maior rival, treinador afirma que equipe ainda tem muito o que melhorar

Gonçalo Junior, Estadão Conteúdo

02 de fevereiro de 2019 | 20h30

O técnico Fabio Carille defendeu o lateral-esquerdo Danilo Avelar, autor do gol da vitória do Corinthians sobre o Palmeiras por 1 a 0 neste sábado, no estádio Allianz Parque, em São Paulo. Segundo o treinador, o jogador é bastante criticado pela imprensa injustamente. No final do ano passado, ele perdeu a posição para Carlos Augusto, que está na seleção sub-20 e vinha sendo bastante criticado pela torcida.

"Primeiro, o cara é um ser humano. Não sei por que essa cobrança sendo que o time estava mal. Não sei por que pegam o cara para Cristo. Vocês, da imprensa, fazem parte disso. É um p... profissional. Se não tivesse cabeça boa, não estaria jogando mais. É o jogador mais regular desde a minha passagem. Um erro parece que faz dele o pior jogador do time. Mas temos de respeitar o ser humano. E com o Avelar muitas vezes não foi feito", disse Fábio Carille em entrevista coletiva.

Para conseguir a vitória diante do rival fora de casa e se recuperar da derrota diante do Red Bull Brasil na última rodada, o treinador afirmou que foi fundamental resgatar o espírito de luta da equipe. "A entrega dos jogadores foi fundamental, a briga. Isso estava faltando. Estou muito feliz. A gente começa a resgatar aquilo do Corinthians de brigar e de lutar. Agora passamos para outra etapa, de jogar mais, ficar com a bola. Vamos melhorar com o trabalho".

A aposta foi em um esquema eminentemente defensivo. Depois de ter feito o gol, aos 7 minutos, o time só se defendeu. No segundo tempo, foi apenas um chute a gol. "A ideia foi fazer o Jadson sair da esquerda e rodar para ter superioridade no meio de campo. Quando perdesse a bola, o Sornoza voltaria para marcar para fazer a segunda linha. Foi levar para o campo e explicar. O entendimento foi legal e conseguimos neutralizar as principais jogadas do Palmeiras", explicou Fábio Carille.

O treinador, que somou a sua sétima vitória em oito confrontos diante do Palmeiras, reconhece que a equipe precisa melhorar. "A gente tem muito o que melhorar. Quero ressaltar aqui que é uma vitória importante, mas vou ter muito trabalho por estarem chegando até dez jogadores novos", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.