Werther Santana / Estadão Conteúdo
Werther Santana / Estadão Conteúdo

Carille defende Avelar: 'Se não tivesse cabeça boa, não estaria jogando mais'

Apesar da vitória sobre o maior rival, treinador afirma que equipe ainda tem muito o que melhorar

Gonçalo Junior, Estadão Conteúdo

02 de fevereiro de 2019 | 20h30

O técnico Fabio Carille defendeu o lateral-esquerdo Danilo Avelar, autor do gol da vitória do Corinthians sobre o Palmeiras por 1 a 0 neste sábado, no estádio Allianz Parque, em São Paulo. Segundo o treinador, o jogador é bastante criticado pela imprensa injustamente. No final do ano passado, ele perdeu a posição para Carlos Augusto, que está na seleção sub-20 e vinha sendo bastante criticado pela torcida.

"Primeiro, o cara é um ser humano. Não sei por que essa cobrança sendo que o time estava mal. Não sei por que pegam o cara para Cristo. Vocês, da imprensa, fazem parte disso. É um p... profissional. Se não tivesse cabeça boa, não estaria jogando mais. É o jogador mais regular desde a minha passagem. Um erro parece que faz dele o pior jogador do time. Mas temos de respeitar o ser humano. E com o Avelar muitas vezes não foi feito", disse Fábio Carille em entrevista coletiva.

Para conseguir a vitória diante do rival fora de casa e se recuperar da derrota diante do Red Bull Brasil na última rodada, o treinador afirmou que foi fundamental resgatar o espírito de luta da equipe. "A entrega dos jogadores foi fundamental, a briga. Isso estava faltando. Estou muito feliz. A gente começa a resgatar aquilo do Corinthians de brigar e de lutar. Agora passamos para outra etapa, de jogar mais, ficar com a bola. Vamos melhorar com o trabalho".

A aposta foi em um esquema eminentemente defensivo. Depois de ter feito o gol, aos 7 minutos, o time só se defendeu. No segundo tempo, foi apenas um chute a gol. "A ideia foi fazer o Jadson sair da esquerda e rodar para ter superioridade no meio de campo. Quando perdesse a bola, o Sornoza voltaria para marcar para fazer a segunda linha. Foi levar para o campo e explicar. O entendimento foi legal e conseguimos neutralizar as principais jogadas do Palmeiras", explicou Fábio Carille.

O treinador, que somou a sua sétima vitória em oito confrontos diante do Palmeiras, reconhece que a equipe precisa melhorar. "A gente tem muito o que melhorar. Quero ressaltar aqui que é uma vitória importante, mas vou ter muito trabalho por estarem chegando até dez jogadores novos", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.