JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Carille destaca eficiência do Corinthians na vitória sobre o Athletico-PR

Treinador admite que equipe precisa evoluir, mas elogia capacidade de adaptação dos jogadores

João Prata, O Estado de S.Paulo

19 de maio de 2019 | 18h40

O técnico Fábio Carille deu uma rápida entrevista coletiva neste domingo após a vitória do Corinthians sobre o Athletico-PR por 2 a 0 na Arena da Baixada pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador admitiu mais uma vez que seu time tem encontrado dificuldades de se impor em campo, mas destacou a eficiência dos seus jogadores.

"Essa questão de terminar melhor as jogadas passa pela adaptação. A gente vem encontrando dificuldade para finalizar. Os números tem horas que são importantes tem horas que não contam tanto.  Hoje a gente foi eficiente, bem seguro.  A gente costuma dentro do nosso scout falar da finalização que vai ao gol, mas a gente valoriza demais a vitória pela questão da adaptação. Em 2015, nessa mesma rodada, a gente tinha sete pontos. Estamos chegando na quinta rodada com oito pontos, está muito perto. A gente tem de melhorar bem para buscar nossos objetivos", disse. 

Apesar de terminar com a vantagem no placar, os reservas do Athletico dominaram boa partida da partida. O time paranaense finalizou 23 vezes contra quatro do Corinthians. Os anfitriões ainda mandaram duas bolas para as redes, mas em posição de impedimento.

O Corinthians mais uma vez foi cirúrgico e contou com boas atuações individuais como a de Vagner Love, especialmente no primeiro tempo, e de Pedrinho, que entrou bem como meia armador na etapa final. Foram deles os gols da vitória.

Sobre o centroavante, Carille elogiou a versatilidade. "É muito positivo, taticamente. Ele ficou muito tempo fora do país. Lá a gente sabe que é boa essa preocupação com a parte tática. O que pede na participação com bola e sem bola ele consegue fazer", comentou.

Sobre Pedrinho, ele lamentou perder o jogador para a seleção olímpica. Carille não sabe ao certo quando terá que liberar o jogador, mas acredita que deve perdê-lo por pelo menos quatro jogos até a pausa da Copa América, em 14 de junho. 

"Vamos ficar sem o Mateus Vital e o Pedrinho por questão de seleção. Deve dar quatro, cinco jogos. Mas é um jogador (Pedrinho) que sabemos do potencial. Cobro dele sempre ser mais efetivo. Ele o Vital tem respondido bem a essas cobranças. Hoje ele teve boa participação onde ainda requer adaptação", afirmou.

O Corinhians volta a campo na quinta-feira, quando receberá o Deportivo Lara, na arena em Itaquera, pela segunda fase da Sul-Americana. Pelo Brasileirão, o time alvinegro jogará em casa contra o São Paulo no domingo. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.