Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Carille destaca força do grupo ao completar quatro jogos sem sofrer gols

Corinthians agora se prepara para enfrentar o Flamengo pelas oitavas de final da Copa do Brasil

João Prata, O Estado de S.Paulo

31 de maio de 2019 | 04h30

O técnico Fábio Carille acredita que o entrosamento do elenco possibilitou o Corinthians chegar à quarta vitória consecutiva e também ao quarto jogo seguido sem sofrer gols. O treinador espera utilizar esse bom momento para motivar os jogadores para o duelo com o Flamengo pela Copa do Brasil.

"Acredito muito nesse grupo, mas sei que tudo requer tempo. São 25 jogadores do elenco com quem eu nunca havia trabalhado. Estamos vindo em uma sequência boa, isso passa mais confiança, conseguimos cumprir o objetivo na Venezuela e agora nosso pensamento está na Copa do Brasil", comentou.

O Corinthians folga no final de semana no Campeonato Brasileiro e encara o Flamengo na próxima terça-feira, no Maracanã, na volta das oitavas de final da Copa do Brasil. Depois de perder a primeira partida em casa por 1 a 0, o time alvinegro terá de vencer por dois gols de diferença para avançar na competição. 

Para isso é fundamental que o setor defensivo continue sem sofrer gols. Desde a derrota para a equipe rubro-negra que o time não é vazado. Desde então, o Corinthians venceu duas vezes o Deportivo Lara por 2 a 0 e bateu o Athletico-PR (2 a 0) e São Paulo (1 a 0), ambos os jogos pelo Brasileirão.

Para Carille, o bom momento da zaga acontece também graças a ajuda dos jogadores de frente. “Não passa só pelo goleiro e linha defensiva, mas pelo grupo todo. Como também para fazer o gol tem a criação que começa lá de trás”, comentou o treinador. 

Depois de enfrentar o Flamengo, o Corinthians terá mais dois jogos antes da pausa para a Copa América - visitará o Cruzeiro e o Santos, ambos pelo Brasileirão. As oitavas de final da Copa sul-americana acontecerá só depois do torneio de seleções e o time alvinegro enfrentará o Montevideo Wanderers. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.