Athletico-PR
Athletico-PR

Carille é anunciado como técnico do Athletico-PR e espera 'casamento perfeito'

Ex-Santos e Corinthians, treinador chega para substituir Alberto Valentim demitido após goleada na 1ª rodada do Campeonato Brasileiro

Redação, Estadão Conteúdo

13 de abril de 2022 | 18h55

Pouco menos de dois meses após ser demitido pelo Santos, Fábio Carille foi anunciado nesta quarta-feira como novo treinador do Athletico Paranaense. O técnico, que chega a Curitiba acompanhado dos auxiliares Leandro da Silva e Denis Faria Luup, se reuniu com a diretoria do clube e assinou contrato válido até 2023.

"O sentimento por estar aqui é o melhor possível. Estou muito feliz por esta oportunidade e esperançoso em fazer um grande trabalho. Tem tudo para ser um casamento perfeito, com a dedicação e o trabalho de todos. Nos últimos anos, o Athletico vem chegando, com a Copa do Brasil, Sul-Americana… Títulos importantes. Quero fazer parte dessa história, com bastante trabalho, organização e entendimento não só dos jogadores, mas de todo o staff", disse Carille em entrevista ao site oficial do Athletico.

O novo treinador athleticano comanda o primeiro treino já na noite desta quarta. Além disso, colocou-se à disposição para ficar no banco de reservas contra o The Strongest, na quinta-feira, em jogo válido pela segunda rodada do Grupo B da Libertadores, na Arena da Baixada.

Aos 48 anos, Carille treinará seu terceiro time no Brasil. Ex-zagueiro e lateral com carreira vasta em times do interior, começou a trabalhar como auxiliar técnico do Corinthians em 2008 e integrou comissões vitoriosas ao longo dos anos. Efetivado como treinador corintiano em 2017, após exercer a função interinamente, conquistou um Brasileirão e dois Paulistas antes de se transferir para o Al-Wehda, da Arábia Saudita.

De volta ao Corinthians em 2019, conquistou outro Paulistão, mas logo voltou ao futebol árabe, com passagens por Al Ittihad FC e Al Ittihad Jeddah. Em 2021, foi contratado pelo Santos, clube no qual teve que lidar com momentos complicados, como a briga contra o rebaixamento no estadual deste ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.