Manaure Quintero/ Reuters
Manaure Quintero/ Reuters

Carille é otimista com problema de Fagner: 'A princípio não foi nada'

Lateral-direito deixou o campo na vitória sobre o Deportivo Lara com dores na coxa esquerda

João Prata, O Estado de S.Paulo

30 de maio de 2019 | 20h52

O Corinthians voltou da Venezuela com a vaga garantida para as oitavas de final da Copa Sul-Americana, mas ganhou uma dor de cabeça que pode reverberar também na seleção brasileira. Na tranquila vitória por 2 a 0 sobre o Deportivo Lara, ontem, Fagner deixou o campo de maca na metade do segundo tempo com dores na coxa esquerda.

O clube informou que ele passará por exames no sábado, quando o elenco inicia a preparação para o duelo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, terça-feira, contra o Flamengo, no Maracanã - o time alvinegro perdeu a ida por 1 a 0 e tem a seu favor agora o fato de folgar no final de semana no Brasileirão.

Sobre a lesão de um dos principais jogadores do elenco, Fábio Carille tentou tranquilizar a todos. "O Fagner é um jogador experiente. A princípio não foi nada. Ele teve o cuidado de sair, porque tem um jogo importante na terça-feira e na quarta-feira a apresentação pela seleção brasileira. Pelo relato nos deixou bastante tranquilos."

Fagner tem sido fundamental para a boa sequência do Corinthians, que vem de quatro vitórias consecutivas todas sem sofrer gols. Nesses quatro jogos ele deu assistência. Ontem, o time alvinegro jogou em ritmo de treino, pois havia vencido a primeira partida por 2 a 0.

O Corinthians abriu o placar no primeiro tempo com Junior Urso, que aproveitou cobrança de falta de Jadson e mandou de coxa para as redes. Depois, na etapa final, Fagner recebeu na direita e rolou para Sornoza marcar o primeiro gol dele com a camisa do clube.

O bom momento de Fagner garantiu a convocação para a seleção brasileira que disputará a Copa América a partir do próximo dia 14. Cássio foi o outro jogador do time convocado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.