Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Carille minimiza críticas da torcida e elogia atuação do Corinthians

'O torcedor quer o melhor sempre', afirma o treinador

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

17 de março de 2017 | 07h00

O técnico Fábio Carille disse entender os protestos e as vaias que parte da torcida do Corinthians fez no empate por 1 a 1 com o Luverdense, quinta-feira, na Arena Corinthians. Nos minutos finais do jogo, os torcedores reclamaram da falta de ofensividade da equipe e o comandante corintiano disse que a cobrança ocorre pelo bom momento vivido pela equipe.

“Normal, o torcedor vê nossa sequência sem perder e buscando gols, quer o melhor sempre. Vejo com normalidade e nossa busca de trabalho é essa. Estamos trabalhando muito para melhorar e acredito que estamos no caminho certo”, disse o treinador .

Ao contrário dos torcedores, o treinador não achou que a equipe teve uma atuação ruim ou que tenha entrado em campo com desdém ao adversário. “Cobrei muito nos últimos dias sobre isso, pois muitas vezes você vem jogar com a guarda baixa em casa, mas não vi isso contra o Luverdense. Tivemos erros de passes e finalizações, que são erros que precisamos corrigir”, analisou.

Para reforçar sua tese, o comandante corintiano destacou as diversas chances de gol criadas pela equipe. “Chegamos várias vezes na cara do gol e foi o jogo em que mais finalizamos e fizemos o goleiro trabalhar. A gente criou boas chances, chegamos na cara do gol, jogando pelos lados e com as bolas paradas funcionando. Temos de ter mais precisão para buscar a tranquilidade durante o jogo”, completou.

Carille ainda confirmou que irá poupar alguns titulares diante da Ferroviária, domingo, em Araraquara, mas a definição da equipe deverá ocorrer apenas no sábado. “É muito provável que aconteçam algumas mudanças e só no sábado vamos saber. Amanhã é dia de recuperação, e aí vamos ver a situação de cada um e saber qual caminho tomar”, explicou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.