JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Carille quer até seis contratações no Corinthians para 2018

Treinador afirma que está atento a todas as posições: atacante Júnior Dutra e volante Renê Junior negociam

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

24 Novembro 2017 | 22h55

O técnico Fábio Carille espera cinco ou seis contratações para reforçar o campeão brasileiro na temporada de 2018. Nas palavras do próprio treinador, ele não aguarda “coisas grandes”, mas quer contar com jogadores mais propensos ao contato físico em campo para tornar o time mais encorpado. O objetivo principal é a disputa da Libertadores.

+ Corinthians já procura por substituto para Guilherme Arana

+ Podcast Corinthians: sem medo de sofrer um novo desmanche

“Vão chegar de cinco a seis reforços. Mais que isso, depende da saída de outros do time”, disse o técnico corintiano. 

Carille acha prematuro discutir a eventual negociação de atletas. “Não sei (quem sai). Não tem nada oficial ainda. Não dá para saber, a gente saiu de férias no fim de 2015 sabendo que o time estava pronto. E saíram muitos atletas. Estamos atentos em todas as posições. Não podemos ser surpreendidos com a saída de um jogador que foi bem neste ano”, argumenta. 

Alguns nomes já estão encaminhados. Um deles é o do atacante Júnior Dutra, do Avaí. O clube retomou as negociações, suspensas em outubro, e aguarda apenas o fim do Campeonato Brasileiro para concluir o negócio – o time catarinense luta para escapar do rebaixamento. 

Com 29 anos, o atacante fez 51 jogos com o Avaí nesta temporada e já marcou 16 gols, nove deles no Brasileiro. O treinador corintiano admira a versatilidade do jogador, que pode ser a principal referência ofensiva. Júnior Dutra também faz as funções pelos lados do campo. 

Outro nome na mira do campeão brasileiro é o do volante Renê Junior, que pertence à Ponte Preta, mas está emprestado ao Bahia. Sonho antigo dos corintianos, o marcador é o segundo que mais desarma no Brasileirão. Dos 37 jogos do Bahia, Renê Júnior esteve presente em 29 e acumulou 92 desarmes, média de 3,2 por partida. No quesito, o atleta do Bahia só perde para Jean, volante que pertence ao próprio Corinthians, mas que está emprestado do Vasco. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.