Pontepress/Fabio Leoni
Pontepress/Fabio Leoni

Carille revela que tentou segurar Lucca e espera volta do atacante ao Corinthians

Técnico conta que tentou convencer o jogador a permanecer no clube, mas ele decidiu sair para ter mais oportunidade

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

13 de março de 2017 | 09h30

O atacante Lucca saiu do Corinthians sem deixar muitas saudades no torcedor, mas o técnico Fábio Carille é um dos que sentem a perda do jogador, autor do gol da Ponte Preta no empate entre as equipes, no último domingo, em Campinas. O treinador gostaria de contar com o atleta, mas contou que ele pediu para sair, em busca de maiores oportunidades. Entretanto, espera pelo seu retorno. 

"O Lucca saiu por opção dele. Eu queria que ele ficasse e foi uma escolha dele com seu empresário. Como foi do Maycon no ano passado em ir para a Ponte Preta. Conhecemos bem o jogador, pois ele nos ajudou muito em 2015. Ano passado fez bons jogos e ele é finalizador", contou o treinador. 

Além de Lucca, que tem contrato com o Corinthians até o dia 31 de julho de 2019 com o clube, mas ficará por empréstimo na Ponte até o final desta temporada, outro corintiano que atuou no domingo pela equipe de Campinas foi o zagueiro Yago. Ambos foram por empréstimo como parte da negociação por William Pottker, que acabou não indo adiante.

Com o gol marcado no último domingo, Lucca chegou aos cinco gols no Campeonato Paulista e briga pela artilharia da competição. Carille comemora a boa temporada do atacante e já projeta seu retorno ao clube. "É bom que ele esteja bem na Ponte Preta, pois volta com moral", disse o treinador.

Situação parecida viveu Maycon no ano passado. Revelado pelo clube, ele tinha poucas oportunidades e acabou sendo emprestado para a Ponte Preta, onde foi um dos destaques da equipe campineira no ano passado. Por isso, retornou ao Corinthians e se tornou titular absoluto do esquema de Carille.

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.