Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Carille saca Gabriel e Romero e faz diversas mudanças no Corinthians

Técnico decide apostar em uma formação com jogadores mais altos

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

21 de março de 2018 | 17h36

O técnico Fábio Carille decidiu promover quatro mudanças na equipe do Corinthians para encarar o Bragantino, nesta quinta-feira, às 20h, na Arena Corinthians. Uma delas por questões físicas, outra por causa de convocação para a seleção e mais duas por opção táticas. O time que vai a campo é mais alto do que o habitual para tentar evitar as jogadas aéreas do adversário.

+ Jadson sofre contratura e se torna mais um desfalque no Corinthians

+ Corinthians tenta evitar que paciência vire lentidão contra o Bragantino

+ Reverter o resultado é algo inédito para Carille no Corinthians

Em comparação a formação que perdeu para o Bragantino por 3 a 2, no último jogo, saíram Fagner, Gabriel, Emerson Sheik e Romero e entraram, respectivamente, Mantuan, Ralf, Mateus Vital e Junior Dutra. Carille comandou um treino fantasma nesta quarta-feira onde ensaiou o time com tais mudanças e ainda deixou Pedrinho acompanhando de perto a atividade, dando a entender que pretende contar com o garoto no decorrer da partida.

O time ensaiado por Carille foi: Cássio; Mantuan, Balbuena, Henrique e Sidcley; Ralf, Maycon, Rodriguinho, Mateus Vital e Clayson; Junior Dutra. Emerson ficou na parte interna da academia, fazendo trabalho muscular e deve ficar no banco de reservas por desgaste físico. Já Jadson se recupera de um problema na coxa direita que deve tirá-lo de cena por cerca de uma semana.

As mudanças fizeram o time ficar mais alto. Fagner, que está com a seleção brasileira, tem 1,67m contra 1,75m de Mantuan. No meio, Gabriel (1,70m) sai para a entrada de Ralf (1,82m), assim como Mateus Vital (1,77m) ganhou a vaga de Emerson (1,71m) e na frente, a maior diferença de altura, com Romero (1,75m) dando espaço para Júnior Dutra (1,85m). O ponto forte do Bragantino é a jogada aérea, tanto no ataque como na defesa, por isso, Carille deve fazer tais mudanças.

No treino desta sexta-feira, enquanto Carille ensaiava a formação titular, os reservas faziam um trabalho de treino tático no lado ao lado. As ausências foram Jadson e Renê Júnior, que estão no departamento médico, e Sheik, que ficou na parte interna. Ao final da atividade, os jogadores treinaram cobrança de pênaltis.

Vale lembrar que o Corinthians precisa vencer por dois gols de diferença para se classificar à semifinal do Paulista. Vitória por um gol de diferença, independente do placar (1 x 0, 2 x 1, 3 x 2, etc) a decisão irá para os pênaltis, já que não existe diferença no número de gols marcados dentro e fora de casa.

Tudo o que sabemos sobre:
Corinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.