Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Carille testou 12 formações diferentes no ataque em 18 jogos

Técnico mantém briga pelo setor ofensivo em aberto na temporada

João Prata, O Estado de S.Paulo

26 de março de 2019 | 04h30

O técnico Fábio Carille ainda não tem definido o ataque titular do Corinthians na temporada. Em 18 partidas disputadas no ano, o treinador testou 12 formações diferentes no trio ofensivo, e não tem gostado muito do rendimento.

Foram dez jogadores que se revezaram na frente. As mudanças aconteceram por motivos diferentes. Mas seja por lesão, para poupar atletas ou por opção técnica, o fato é que Carille ainda não está satisfeito com o ataque, pouco produtivo até então: foram 22 gols até aqui. O time disputou 12 rodadas na fase de classificação do Estadual, por exemplo.

A formação preferida de Carille foi com Pedrinho, Gustagol e Clayson. Esse trio atuou junto por três partidas, mas a lesão do centroavante obrigou Carille a fazer novas mudanças. E foi justamente Gustagol, o artilheiro da equipe na temporada, e até então único titular absoluto na frente. O problema no joelho esquerdo do jogador abriu a disputa na posição. Boselli se beneficiou, fez cinco jogos seguidos como titular, mas passou todos eles em branco, sem marcar.

Nesse período, Vagner Love cresceu de rendimento e conseguiu um lugar na equipe. A maratona de partidas também obrigou Carille a revezar os jogadores. Com isso, Ramiro ganhou uma oportunidade recentemente.

Algumas apostas do início do ano perderam espaço nos últimos jogos. Mateus Vital, André Luis e Gustavo Mosquito, por exemplo, serão reservas na próxima partida. Boselli está em tratamento de um problema no joelho esquerdo e também não deve ter condições de jogo. Para o duelo com a Ferroviária quarta-feira, às 21h30, em Itaquera, no jogo de volta das quartas de final do Campeonato Paulista, Carille tem quatro candidatos para três vagas: Pedrinho, Clayson, Vagner Love e Gustagol estão na disputa. Outra briga está pela vaga no meio-campo. Sornoza, titular no domingo, pode perder espaço para Jadson. O equatoriano, no entanto, também poderia surgir como opção para compor o ataque. 

VARIAÇÕES DE CARILLE NA FRENTE 

3 jogos

Pedrinho, Gustagol e Clayson 

2 jogos

Vagner Love, Boselli e Clayson

Mateus Vital, Boselli e Vagner Love

Sornoza, Gustagol e Vagner Love

Sornoza, Gustagol e André Luis

1 jogo

Pedrinho, Vagner Love e Clayson

Ramiro, Boselli e Clayson

Pedrinho, Boselli e Vagner Love

Pedrinho, Boselli e Clayson

Sornoza, Gustagol e Mateus Vital

Ramiro, Boselli e Mateus Vital

Mateus Vital, Gustagol e Mosquito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.