Ivan Storti/ Santos FC
Ivan Storti/ Santos FC

Carille vê queda de rendimento do Santos no 2º tempo e critica posicionamento

Equipe alvinegra não consegue repetir boa atuação do clássico e sai com empate suado em Campinas

Redação, Estadão Conteúdo

06 de fevereiro de 2022 | 19h37

O técnico Fábio Carille mostrou descontentamento com os espaços cedidos pelo Santos no empate por 1 a 1 com o Guarani, neste domingo. O treinador santista elogiou a atuação do goleiro João Paulo, mas chamou atenção para o posicionamento ruim, que permitiu que o time mandante arriscasse inúmeras vezes de fora da área. Durante os 90 minutos, o Guarani finalizou cerca de 20 vezes, sendo que 12 foram na direção da meta defendida por João Paulo.

"Eu chamei atenção no intervalo sobre isso, o João trabalhou demais. Por outro lado mostrou também o goleiro que nós temos. A gente tem uma visão de que faltou encurtar mais, mas uma coisa é certa: a gente não se posicionou bem. Precisamos melhorar", afirmou o técnico do Santos.

"É um início de trabalho, contra o Corinthians conseguimos bloquear bem, mas hoje deixamos a desejar, ficamos desprotegidos. Os jogadores tentaram finalizar muito em cima do João. Faltou um pouco também uma disputa melhor, a gente sabe que é o estilo deles, mas deixamos a desejar. Tínhamos trabalhado isso, mas não funcionou. Acredito que a gente está em uma crescente", continuou Fábio Carille.

O treinador santista também enxergou uma queda de rendimento da sua equipe durante o segundo tempo da partida. Questionado se a indecisão da arbitragem no lance do pênalti para o Guarani pode ter influenciado, Carille afirmou que isso não pode acontecer e que, independente de erros, é preciso concentração.

"Foram dois tempos bem diferentes. Eu gostei do primeiro, apesar de achar que o Guarani chutou muito no João. A gente precisava ter bloqueado melhor, eles fizeram um gol de fora contra o São Paulo. A gente teve possibilidades de fazer mais gols. No segundo tempo ainda não consigo entender porque o rendimento caiu. Se foi por conta da arbitragem, a gente está errado. Temos que concentrar e continuar, isso não pode nos influenciar. Pode ser a parte física, mas ainda vou buscar entender melhor", disse o treinador santista.

Com o empate deste domingo, o Santos soma cinco pontos no Campeonato Paulista, com uma vitória, dois empates e uma derrota. O time fez apenas um jogo em casa até o momento e agora se prepara para uma sequência na Vila Belmiro, que começa na próxima quinta-feira, contra o São Bernardo. Depois, o time alvinegro receberá o Ituano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.