Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians
Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Carille vê resultado justo e diz que Corinthians saiu fortalecido pelos últimos jogos

Técnico exalta partidas que o alvinegro fez diante de Santos, Millonarios e Palmeiras

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

04 Março 2018 | 21h06

Embora o Corinthians tenha deixado a vitória escapar nos minutos finais, o técnico Fábio Carille não demonstrou chateação com o empate por 1 a 1 com o Santos, neste domingo, no Pacaembu. O treinador destacou que a equipe corintiana encarou três complicadas partidas em sequência e o resultado foi satisfatório.

+ Corintiano morre após ser espancado em briga de torcidas

+ Léo Citadini isenta árbitro de culpa por pênalti não marcado

No sábado da semana passada, enfrentou o Palmeiras e venceu por 2 a 0, na Arena Corinthians. Na quarta-feira, foi até Bogotá, na Colômbia, para ficar no empate sem gols com o Millonarios, na estreia da Copa Libertadores. E neste domingo, mais um empate contra o Santos. 

“Estou muito satisfeito com o time. Temos de manter o trabalho com essa nova ideia. Fizemos três jogos difíceis e tomamos apenas um gol. Saímos vitoriosos contra o Palmeiras, empatamos com Millonarios, na Colômbia, e agora com o Santos em um jogo muito igual. A ordem é treinar para melhorar em cima dessa nova ideia”, explicou o treinador, se referindo ao fato de ter fixado o time no esquema tático com dois volantes. 

Para o comandante corintiano, o empate acabou sendo o resultado mais justo. “Creio que sim (foi justo). Pela postura do Santos e pela nossa. É gostoso quando você passa uma ideia para os atletas e ela dá resultado. Nos jogos contra o Palmeiras acabamos tendo mais a posse de bola e você tem o controle maior de jogo. Hoje (domingo) tivemos uma ideia um pouco diferente e deu certo. Isso é bom porque daqui a pouco pode encontrar um passe decisivo e resolver o jogo”, analisou. 

Carille também comentou sobre a boa atuação do volante Renê Júnior. “Eu o acompanho desde a Ponte Preta, quando tentamos contratá-lo, mas ele foi para o Santos. Acredito que ele possa ser melhor do que é ainda. O começo do ano não foi bom por causa de dores e isso fez ele perder um pouco da pré-temporada. Estamos satisfeitos com ele e sabemos o quanto pode render”, comentou.

Mais conteúdo sobre:
Fábio Carille Corinthians futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.