Carlos Alberto é a esperança do Flu

Depois da transferência do atacante Romário para o futebol árabe, o principal nome do elenco do Fluminense passou a ser um jovem jogador de apenas 18 anos. O meia Carlos Alberto, destaque da seleção brasileira Sub-20, ainda é uma promessa no futebol, mas já começa a seguir os passos de grandes nomes da história do Tricolor carioca. Apesar dos elogios, Carlos Alberto faz questão de dizer que não é a estrela do time. "Não sou salvador da pátria. Temos um grupo no Fluminense onde cada um tem a sua importância", disse o jogador, que sonha em ser convocado por Ricardo Gomes para a seleção brasileira que vai disputar a Olimpíada de Atenas, em 2004."Tenho certeza que a conquista deste título dará uma valorização para quem está começando no futebol", afirmou Carlos Alberto, frisando que ainda não pensa em atuar na Europa. Ele tem contrato com o Fluminense até 2005 e pretende cumpri-lo.Para a decisão deste domingo, contra o Vasco, Carlos Alberto pede o apoio dos torcedores. E elogia os companheiros, que mantiveram o ritmo do time durante sua ausência, por causa da disputa do Torneio da Malásia, onde estava com a seleção Sub-20. Sobre o adversário da final, o jogador o considera o mais difícil que enfrentou no Campeonato Carioca, mas, apesar do respeito, acredita no título.Nascido em Laranjeiras, na zona sul do Rio, Carlos Alberto mudou-se para a Baixada Fluminense. Foi descoberto pelo atual supervisor de futebol da seleção, Américo Faria, e levado para o Tricolor. Sua inspiração é Zico. Além disso, procura copiar o estilo de Ronaldinho Gaúcho, atualmente no Paris Saint-Germain (França), e de quem é um grande fã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.