Carlos Chandía apita partida do São Paulo na Libertadores

A Conmebol (Confederação Sul-americana de Futebol) anunciou nesta sexta-feira que o chileno Carlos Chandía será o árbitro do jogo entre São Paulo e Estudiantes, na próxima quarta-feira, no Morumbi, pelas quartas-de-final da Libertadores. Ele será auxiliados pelos compatriotas Lorenzo Acuña e Mario Vargas. Chandía já apitou vários jogos de times brasileiros nesta edição da Libertadores, inclusive a derrota do Corinthians para o River Plate por 3 a 1, no Pacaembu, que determinou a eliminação da equipe paulista. Naquele dia, Chandía teve de encerrar a partida antes do fim por causa da invasão de torcedores corintianos. Desde aquele dia, o Corinthians não jogou mais no Pacaembu. Na Copa do Mundo, Chandía não apitou, mas esteve na Alemanha como reserva e membro da "equipe de suporte", segundo a Fifa. Derrotado por 1 a 0 no jogo de ida, na Argentina, o São Paulo precisa vencer por pelo menos dois gols de diferença para se classificar para as semifinais. Vitória por 1 a 0 leva a decisão para os pênaltis; com um gol de diferença, e mais gols, classifica o Estudiantes. o jogo entre Internacional e LDU, no Beira-Rio, também na quarta-feira, terá a arbitragem do uruguaio Jorge Larrionda, o único dos sul-americanos que esteve na Copa do Mundo que estará em ação nessa rodada. No Mundial, Larrionda apitou quatro partidas, entre elas a vitória da França sobre Portugal por 1 a 0, nas semifinais. Na ocasião, foi criticado pelo técnico Luiz Felipe Scolari, de Portugal, por não ter marcado um pênalti sobre Cristiano Ronaldo. O Inter, que perdeu no Equador por 2 a 1, de virada, se classifica com uma vitória por 1 a 0, ou por dois gols de diferença. Os auxiliares, Edgar Acosta e Mauricio Espinoza, não são os mesmos que estiveram com Larrionda no Mundial. O chileno Ruben Selmán será o árbitro de Libertad x River Plate, na terça-feira, em Assunção, enquanto o jogo entre Velez e Chivas, em Buenos Aires, na quinta, terá a arbitragem do paraguaio Carlos Torres.

Agencia Estado,

14 Julho 2006 | 12h23

Mais conteúdo sobre:
libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.