Carlos Germano já é da Portuguesa

O goleiro Carlos Germano é o novo reforço da Portuguesa para o Campeonato Paulista. O jogador foi contratado hoje por empréstimo de um ano e será apresentado quarta-feira no Canindé. Germano era pretendido desde o início do ano, mas somente hoje as negociações com o Santos, dono de seu passe, foram concluídas. A diretoria da Portuguesa tentou negar relação entre a contratação do atleta e a atuação irregular de Fabiano na goleada sofrida diante do Santos por 4 a 0, no sábado, na Vila Belmiro. Os dirigentes do clube tiveram o cuidado de conversar com Fabiano antes de anunciar o empréstimo de Carlos Germano, que chegou a defender a seleção brasileira. "Estou ansioso para voltar a jogar", disse Germano, antes da conclusão das negociações. "Estou pronto para tentar ajudar a Portuguesa." Além de reunir-se com Fabiano, os dirigentes conversaram também com o técnico Renê Simões, que não pediu a contratação do goleiro. Contrariedade, o treinador tem mostrado, porém, com o fato de ser obrigado a fazer diversas alterações no time. Ao rodízio de jogadores, aliás, é imputado os recentes maus resultados da equipe. "Na partida contra o Santos, jogamos com sete desfalques", lembra o treinador. "Isso atrapalhou muito o nosso time." O rodízio, porém, vai continuar. Mancini, Lúcio e Édson Araújo, que não jogaram sábado, vão voltar ao time na próxima partida, contra a Portuguesa Santista. Em compensação, Renê não poderá contar com Márcio Goiano, Vinícius e Irênio, suspensos. Dos contundidos, Sandro Fonseca é o que tem maiores possibilidades de voltar. Emerson e Elson não têm previsão de volta. O que mais preocupa Renê, no entanto, são os desfalques provocados pelos cartões amarelos. "A arbitragem tem usado critérios diferentes", comenta. "Antes de nosso jogo, o Santos tinha oito jogadores pendurados e só um foi suspenso."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.