Peter Dejong/AP
Peter Dejong/AP

Carlos Vela volta com gols e México se vinga da Holanda

Atacante marca duas vezes na vitória mexicana sobre holandeses, em Amsterdã, por 3 a 2; Chicharito também deixa o seu em triunfo

Estadão Conteúdo

12 de novembro de 2014 | 19h41

Carlos Vela ficou quase quatro anos afastado da seleção do México, por desinteresse. Recusou diversas convocações e não mostrou vontade de jogar a Copa do Mundo. Nesta quarta-feira, ele finalmente voltou a vestir a camisa mexicana e em grande estilo. O atacante fez dois gols, um deles muito bonito, e foi determinante na vitória por 3 a 2 sobre a Holanda, em Amsterdã.

Para o México, o jogo teve sabor de revanche. Afinal, em 29 de junho, no Castelão, os mexicanos venciam os holandeses até os 43 minutos do segundo tempo e avançavam às quartas de final da Copa do Mundo. Mas dois gols no finalzinho, de Sneidjer e Huntelaar, deram à Holanda a vitória e a classificação.

Apesar de o técnico ser o mesmo Miguel Herrera, a quem não mostrou interesse em jogar a Copa do Mundo, Carlos Vela decidiu aceitar a convocação. O atacante da Real Sociedad não defendia o México desde março de 2011 e chegou a rejeitar ir para a Olimpíada. No retorno, fez um golaço de longe, no ângulo, logo aos 7 minutos de jogo em Amsterdã. Jonathan dos Santos, irmão de Giovani, também voltou à seleção, após três anos.

Ochoa segurou o resultado por quase 45 minutos, até que a Holanda conseguiu o empate num gol tão bonito quanto, marcado por Sneijder, também no ângulo. Aos 17 do segundo tempo, Vela entrou na área e chutou cruzado para fazer 2 a 1. Pouco depois, Chicharito Hernandéz recebeu nas costas da zaga, driblou o goleiro e fez o terceiro. Daley Blind minimizou o prejuízo da Holanda.

No domingo, a seleção comandada por Guus Hiddink volta a jogar pelas Eliminatórias da Eurocopa, contra a Letônia, em casa. O México fecha o ano em um amistoso diante da Bielo-Rússia, terça, em Borisov.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.