Divulgação / Agência Fábrica
Divulgação / Agência Fábrica

Carnaval, concurso de modelos e festivais: conheça a empresa por trás da festa com Neymar

Agência Fábrica promove eventos musicais e faz ações de marketing para grandes marcas no Brasil

Redação, O Estado de S.Paulo

30 de dezembro de 2020 | 09h00

A Agência Fábrica terá um de seus eventos como um dos mais comentados do Brasil nos próximos dias: a festa de ano-novo em Mangaratiba com a presença de Neymar, além de diversos cantores famosos e influenciadores digitais. A Fábrica está no mercado há seis anos, tendo surgido no Rio de Janeiro como uma promotora de eventos, e trabalhado em festivais de música e no carnaval, em eventos com a presença de celebridades.

Desde então, promove grandes eventos como as festas Errejota, Tardezinha, Baila Comigo e Feverê - a primeira, inclusive, já foi realizada até em outros países, como a Austrália. A agência também tem atuação forte no Carnaval, tendo organizado um dos camarotes do Sambódromo da Sapucaí e a festa 'Carnaholic', com a presença de grandes artistas da música brasileira.

O Réveillon com Neymar, inclusive, não será o único realizado pela empresa nos próximos dias. Em seu site, a empresa lista outros dois eventos no Rio de Janeiro, estes abertos ao púbico e com venda de ingressos, em um bar e um clube da cidade.

A Fabrica também tem escritórios em São Paulo e Lisboa e já trabalhou em eventos corporativos com diversas marcas, algumas das quais patrocinam Neymar, como Gilette e Red Bull, entre outras grandes como Adidas, Coca-Cola, Itaipava e Chili Beans. Em seu site, a agência lista ações de marketing que já realizou para produtos de empresas como Heinz, Heineken e Jack Daniels, boa parte delas com a presença de influenciadores digitais.

No esporte, a empresa já promoveu um concurso de modelos chamado 'The Face' para escolher 'o novo rosto' do GP Brasil de Fórmula 1 em 2019. O evento teve o tricampeão mundial de Fórmula 1 Nelson Piquet, o prefeito de São Paulo Bruno Covas (PSDB) e o empresário de carros de luxo Francisco Longo como jurados.

POLÊMICA

A celebração do Réveillon de 2021 do atacante do PSG e da seleção brasileira causou polêmica pelo alto número de convidados em meio à pandemia de covid-19, inicialmente informado como 500, mas que depois a Fabrica informou serem 150.

"A agência Fábrica esclarece que é a idealizadora e produtora de evento de réveillon na região da Costa Verde, no Estado do Rio de Janeiro, que receberá aproximadamente 150 pessoas. A realização do evento se dá cumprindo todas as normas sanitárias determinadas pelos órgãos públicos. A empresa esclarece também que o evento privado, com acesso exclusivo para convidados e sem vendas de ingressos, acontece com todas as licenças dos órgãos competentes necessárias para a sua realização. Bem como tem procedido em todos os eventos privados da agência", escreveu a empresa em nota oficial.

Ainda assim, o grande número de presentes no evento segue repercutindo mal entre os brasileiros nas redes sociais e até mesmo entre veículos da mídia estrangeira, pelo Brasil estar enfrentando uma subida no número de casos e de mortes do coronavírus nas últimas semanas.

Detalhes publicados por Ancelmo Gois, colunista do jornal O Globo, dão conta de que Neymar teria mandado construir uma discoteca com isolamento acústico, para não incomodar os moradores da cidade de Mangaratiba, de que uma pulseira com a localização de onde ocorrerá a festa será pedida e que não será permitido entrar com celulares, para evitar que vídeos e fotos vazem na internet. Alexandre Pires, Kevinho, Jeito Moleque e a dupla sertaneja Bruninho e David seriam atrações do evento; o grupo de pagode Vou Pro Sereno confirmou que estará na festa à emissora CNN. Alguns convidados da festa já demonstraram ter chegado para a festa, com influencers digitais postando fotos dentro de jatinhos descendo em Mangaratiba.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolNeymarMangaratiba [RJ]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.