Amanda Perobelli/Estadão
Amanda Perobelli/Estadão

Carneiro não se apresenta para jogo, mas ganha apoio de Jardine no São Paulo

Técnico evita criticar atacante uruguaio, que faltou à concentração para partida contra o Mirassol

Redação, O Estado de S.Paulo

19 de janeiro de 2019 | 22h27

O técnico do São Paulo, André Jardine, disse neste sábado que ainda pretende contar com o atacante uruguaio Gonzalo Carneiro. O jogador não se apresentou ao CT da Barra Funda para ir ao jogo deste sábado, contra o Mirassol, pelo Campeonato Paulista, porém ainda está nos planos do treinador, que pretende utilizá-lo nos próximos compromissos.

O uruguaio estava relacionado para a partida, mas faltou à apresentação do elenco e não retornou aos contatos da diretoria. "Realmente isso nos pegou de surpresa. Mas eu conto bastante com ele. A diretoria vai resolver o assunto", disse Jardine neste sábado depois de ganhar por 4 a 1 do Mirassol, no Pacaembu, pela estreia no Campeonato Paulista.

Carneiro está no São Paulo desde abril do ano passado. Depois de levar meses para se recuperar de um problema no púbis, o uruguaio atuou em 15 jogos do time em 2018 e marcou um gol. Na janela de transferências a diretoria segurou o atacante na equipe, apesar de sondagens vindas de grandes clubes do Uruguai, como o Peñarol e o Nacional.

Apesar de Jardine ter garantido o apoio ao jogador, a falta é considerada pelo clube um problema de indisciplina. O atacante deverá receber uma multa da diretoria pela ausência. O São Paulo tem como próximo compromisso o Novorizontino, na quinta-feira, fora de casa, pelo Campeonato Paulista.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.