Carpegiani cita boa fase no Bahia e vê responsabilidade aumentar na reta final

Equipe soma seis jogos de invencibilidade após vencer o Santos por 3 a 1, em Salvador, na última quinta-feira

Estadao Conteudo

19 Novembro 2017 | 06h14

"A responsabilidade aumentou". Pode parecer estranho, mas a frase do técnico Paulo César Carpegiani retrata o bom momento vivido pelo Bahia, que soma seis jogos de invencibilidade após vencer o Santos por 3 a 1, em Salvador, na última quinta-feira. O motivo é que com mais um triunfo o time baiano se credencia a uma vaga na Copa Libertadores de 2018. Neste domingo, visita o Sport, às 17 horas (de Brasília), no estádio da Ilha do Retiro, no Recife, pela 36.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

+ Jogadores do Inter admitem que não entenderam gol anulado do Goiás

Os baianos não perdem desde a 29.ª rodada, quando foram goleados por 4 a 1 pelo Flamengo, no Rio de Janeiro. Desde então, foram três vitórias e três empates, números que colocam o Bahia na nona posição, com 49 pontos, e na disputa direta contra Vasco e Flamengo, ambos com 50, por um lugar na competição continental.

"Assumimos um compromisso, atiçamos a torcida, mexemos com a coletividade e temos uma enorme responsabilidade. Ao assumir isso e trazer o torcedor para a Fonte Nova, nossa responsabilidade aumentou, e vamos tratar de cumprir. Disse isso aos jogadores no final do jogo", disse Carpegiani.

Diante deste clima de confiança, não há motivo para mudar o time. Mas há uma baixa: o volante Renê Júnior, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Edson deve ser o seu substituto.

Mais conteúdo sobre:
Bahia [Esporte Clube Bahia] futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.