Gilvan de Souza / Flamengo
Gilvan de Souza / Flamengo

Carpegiani elogia raça do Fla, mas lamenta 'desatenção' em eliminação contra Flu

Técnico nega que irá atuar de forma defensiva nas semifinais do Carioca por ter vantagem do empate

Estadão Conteúdo

23 de março de 2018 | 09h42

O técnico Paulo Cesar Carpegiani reconheceu que o Flamengo exibiu "brio, garra e disposição" na noite desta quinta-feira, no Engenhão, mas lamentou o fato de o seu time ter sofrido um gol em um lance no qual viu "desatenção" do setor defensivo no empate por 1 a 1 com o Fluminense que acabou eliminando os rubro-negros na semifinal da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca.

+ Guerrero se reapresenta ao Flamengo após ser liberado pela Fifa para treinar

+ Clubes expõem marca da Caixa de graça enquanto negociam renovação de patrocínio

"Tomamos um gol em bola parada quando tínhamos o jogo sob controle. Esta é a principal jogada do Fluminense e nós sabíamos. O gol só acontece desta forma quando se tem desatenção. O Fluminense queria o empate e tomamos esse gol aos 45 minutos do primeiro tempo", afirmou o treinador, em entrevista coletiva na qual também lamentou o grande número de chances de gol desperdiçadas pelos flamenguistas na etapa final, no qual o empate só foi conquistado aos 40 minutos, em um lindo chute de Everton de fora da área.

"Criamos muitas oportunidades na etapa final, mas não conseguimos marcar. Tentamos bastante. Fiz uma escolha errada contra o Macaé em colocar uma equipe alternativa, pois poderíamos ter chegado hoje (quinta-feira) com essa vantagem do empate. Eles jogaram com o regulamento embaixo do braço, seguraram o resultado. A semifinal começa quarta-feira e vamos buscar esse resultado", completou o comandante, se referindo ao fato de que o rival tricolor atuava por um empate para ir à final pela melhor campanha que realizou nesta fase do Estadual.

Campeão da Taça Guanabara, o primeiro turno do Carioca, o time flamenguista já estava garantido nas semifinais do estágio derradeiro da competição há um bom tempo e agora espera pela definição do seu próximo adversário para lutar para ir à decisão.

E Carpegiani nega que o Flamengo poderá atuar de forma mais defensiva nas semifinais do Carioca pelo fato de que a sua campanha, acumulada nos dois turnos, já o garantiu a vantagem de poder atuar por um empate para ir à final.

"Isso não modifica nossa maneira de jogar. Vou sempre armar minha equipe em função do gol independente da vantagem do empate. Já estivemos nesta posição e não nos fechamos. Particularmente, monto minhas equipes sempre agressivas e buscando o resultado. Não saberia jogar com um time extremamente regulado e com o regulamento embaixo do braço. Gosto de ter vantagem, mas não faria isso", assegurou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.