PontePress/DJotaCarvalho
PontePress/DJotaCarvalho

Carpegiani revela desentendimento na Ponte, mas fica

Tom da conversa revelou um ambiente de tensão nos bastidores do clube

AE, Agência Estado

19 de agosto de 2013 | 19h48

CAMPINAS - Um dia após se recusar a dar entrevista coletiva sobre a derrota para o Goiás, por 1 a 0, no domingo, o técnico daPonte Preta, Paulo César Carpegiani, voltou a falar com a imprensa nesta segunda-feira. E o tom da conversa revelou um ambiente de tensão nos bastidores do clube.

Carpegiani usou um desentendimento no corredor do Estádio Moisés Lucarelli como justificativa para sua ausência na coletiva. "Após aquilo, não estava preparado para falar com vocês (jornalistas)", disse. "É algo pessoal, não foi com jogador, mas é algo interno que prefiro guardar comigo", completou.

Após o episódio, chegou-se a especular uma possível saída do treinador. Fato que foi negado. "Se um dia eu não quiser mais (continuar na Ponte), a direção está consciente de que vou procurá-la. E a recíproca é verdadeira", explicou.

ALEMÃO

Com Carpegiani garantido, a diretoria busca reforços para o elenco. A principal carência, no momento, é um reserva para o atacante William. Até porque o antigo reserva Alemão foi emprestado ao Vitória. Além disso, a Ponte pode anunciar um meia e um atacante de velocidade.

Com a derrota para o Goiás, o time campineiro estacionou nos 15 pontos e se aproximou da zona de rebaixamento. Agora, está apenas uma posição à frente do Criciúma, primeiro na degola, com 14 pontos. Curiosamente, os dois times se enfrentam, nesta quarta-feira, às 21h50, no interior catarinense, pela rodada de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPonte PretaBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.