Sergio Neves/AE
Sergio Neves/AE

Carrasco do Palmeiras, Romarinho encerra jejum de gols

Atacante repete dose contra o arquirrival e abre o placar da vitória corintiana no clássico

Fábio Hecio/Paulo Galdieri, Jornal da Tarde

17 de setembro de 2012 | 08h26

SÃO PAULO - Romarinho estava há oito jogos sem anotar um mísero gol. Já havia admitido o momento ruim e quis o destino que desencantasse justamente diante do rival do seu primeiro gol, o

De certo é que o garoto de 21 anos jogou bem e explorou as falhas do oponente, nervoso e completamente abatido.

"Tenho apenas de agradecer que pude voltar a marcar um gol. O jejum acabar num clássico é muito bom e já estava me incomodando", revelou.

SEM TRIPUDIAR

Os jogadores do Corinthians evitaram comentários provocativos ao derrotado Palmeiras. Preferiram exaltar a boa apresentação da equipe. "Futebol é desse jeito, quando você está mal, tudo dá errado. Graças a Deus fizemos um bom jogo, aproveitamos o nervosismo deles, procuramos marcar bem e aproveitamos as nossas chances", afirmou o meia Danilo, lembrando que a bola de Romarinho bateu na trave e entrou, enquanto a de Marcos Assunção, não.

"Nosso objetivo foi realizado, vencemos, fugimos de vez lá de baixo e agora é descansar que semana que vem tem mais", disse o volante Paulinho, autor do segundo gol, que se apresenta à Seleção hoje para enfrentar a Argentina, quarta, em Goiânia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.