Cartões tiram a calma de Luxemburgo

Os cartões amarelos começam a tirar a calma do técnico do Corinthians, Wanderley Luxemburgo. Na volta do time, hoje, à tarde, ao Parque São Jorge, depois da vitória sobre o Palmeiras por 2 a 1, domingo, no Morumbi, o treinador teve uma conversa de quase uma hora com os jogadores, pedindo mais atenção na partida. Para o jogo contra a Matonense, domingo, em Matão, o Corinthians não terá Ricardinho, João Carlos e Scheidt, todos suspensos. Scheidt foi expulso no clássico e os outros dois levaram o segundo cartão amarelo. "Poderíamos ter evitado esses problemas", disse o treinador, que aprova o critério do regulamento que pune o atleta que acumular dois cartões amarelos com uma partida de suspensão. "Até mesmo a expulsão de Scheidt não foi conseqüência de uma entrada dura, mas, sim, porque ele já havia levado um amarelo anteriormente." Diante dos problemas, o treinador já avisou que só na sexta-feira poderá escalar o time para o jogo em Matão. Luxemburgo confirmou apenas a volta de Fábio Luciano. Mas seu companheiro de zaga está entre Marquinhos e o argentino Ávalos. Marquinhos tem mais chance de entrar na equipe. Hoje, o treinador elogiou muito o jogador de 18 anos e 1,92 metro, que foi formado nos amadores, que participou da conquista do Sul-americano sub-20 com a seleção. "Fui eu quem o indicou para a seleção", lembrou hoje o técnico. "É realmente um jogador que promete muito e não tenho receio de escalá-lo", ressaltou o treinador, que pelo fato de ter ficado dois anos fora do clube, pediu informações sobre o atual estágio do jogador aos seus auxiliares no Parque São Jorge. Quanto a Ávalos, o treinador disse que não conhece bem seu futebol, e terá de observá-lo durante os treinos na semana. Marquinhos disse que já está pronto para entrar na equipe nesta temporada. Ele já disputou dois jogos na equipe principal no ano passado. Um desses jogos foi contra o Vasco, pelo Torneio Rio-São Paulo, no Pacaembu. O jogo terminou empatado (1 a 1) e no fim da partida o zagueiro foi cumprimentado por Romário. "Eu o marquei em cima, com lealdade, e ele me elogiou", disse o jovem zagueiro. No meio-de-campo, Luxemburgo também não sabe quem entrará no lugar de Ricardinho. Andrezinho está bem cotado, mas o lateral-esquerdo André Luís poderá ser improvisado no meio-de-campo. O treinador pode até surpreender com Marcelinho no meio-de-campo. Nesse caso, Paulo Nunes jogaria um pouco mais recuado, para a entrada de Gil no ataque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.