Cartola vê o jogo sob forte tensão

O presidente em exercício da Federação Paulista de Futebol, Marco Polo del Nero, não conseguia esconder, antes do jogo, o temor por uma vitória do São Paulo por apenas um gol de vantagem. "Espero que saia um vencedor por 2, 3 ou 4 gols de diferença, senão, a decisão ficará sub judice", disse. Mas demonstrava descontentamento com a decisão do STJD."Não podemos avaliar se está certo ou errado. A Federação é obrigada a acatar e a respeitar os poderes constituintes." Pegar a taça, contudo, seria impossível. "Está sob nossa guarda." Enquanto isso, Luiz Sveiter, em Niterói, garantia ter feito um pacto com Deus para que o campeão não fosse decidido na Justiça.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.