Cartolas do São Paulo cobram desempenho

A atuação do São Paulo na derrota para a Liga Deportiva Universitária (LDU) por 3 a 0, ontem, em Quito, mostrou limitações da equipe e causou preocupação na diretoria, que vai ficar de olho em alguns jogadores e já admite a possibilidade de trazer pelo menos mais um reforço. Embora não digam publicamente, Juvenal Juvêncio, diretor de Futebol, e o presidente Marcelo Portugal Gouvêa estão descontentes com o desempenho de três ou quatro atletas e vão passar a observá-los com mais rigor. Contratado do Goiás, Danilo, que entrou no segundo tempo e foi muito mal, é um dos que não vêm agradando, principalmente pela lentidão.Outro que até agora não justificou a contratação, de acordo com os cartolas, é Marquinhos. O meia, que disputou bom Campeonato Brasileiro pelo Paraná, ainda não foi capaz de fazer uma boa partida pela equipe do Morumbi. Tanto que não participou dos 90 minutos em nenhum jogo - o técnico Cuca vem cobrando, insistentemente, mais participação do atleta. E Gustavo Nery vai precisar melhorar bastante na marcação se quiser continuar entre os titulares. Pesa contra ele, também, o fato de já ter assinado pré-contrato com o Werder Bremen, da Alemanha, para onde vai se transferir em julho."É desagradável uma derrota como essa. Fizemos bom planejamento, fomos a Guayaquil e depois viajamos para Quito para minimizar os efeitos da altitude...", lamentou Juvêncio. "Mas não é hora de desespero, precisamos analisar a situação com frieza." O jogo de quinta-feira serviu para ligar o sinal de alerta no Morumbi.Será que o elenco é realmente tão bom, tem condições de disputar títulos, de derrotar Santos e Cruzeiro, ou vai apenas participar das competições de maneira honrosa? A pergunta passou a atormentar a cabeça de conselheiros e diretores, que querem mais algumas provas antes de dar a resposta. No primeiro bom teste da temporada, o time não foi aprovado. "Estávamos invictos até a partida com a LDU, mas qual adversário difícil havíamos enfrentado antes?", indagou um cardeal que acompanhou a delegação no Equador. Há quem ache, contudo, que tenha sido apenas um acidente de percurso.Cuca e os jogadores reconheceram a pífia atuação em Quito, principalmente na segunda etapa. "Criamos quatro ótimas oportunidades de gol no primeiro tempo, mas não aproveitamos", comentou o treinador, que ficou bastante irritado com o comportamento da LDU. Cuca acha que o rival não respeitou seu time após ter feito o terceiro gol. "A LDU vai ter oportunidade de mostrar que é tudo isso aqui no Morumbi." O confronto, na quarta-feira, será fundamental para as pretensões do São Paulo, que ocupa a 2ª colocação do Grupo 4, com 6 pontos, atrás dos equatorianos, com 9. Uma derrota pode complicar bastante a situação. O triunfo, por outro lado, deixará os paulistas perto da classificação.O técnico são-paulino, que admite fazer mudanças, afirmou que vai poupar alguns jogadores no confronto deste domingo, contra o União Barbarense, na capital. "Não vou arriscar no domingo, se minha decisão é na quarta-feira", justificou. O resultado não alterará em nada a situação da equipe, que já está garantida na 2ª fase do Campeonato Paulista. Boa parte dos dirigentes acredita que Cuca deveria utilizar os titulares, para que recuperem a confiança e o astral. O grupo chegou nesta sexta-feira de Quito e foi dispensado para descansar.

Agencia Estado,

05 de março de 2004 | 15h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.