Fabrice Coffrini/AFP
Fabrice Coffrini/AFP

CAS anula decisão de repetir final e África segue sem poder definir seu campeão

Na final, os jogadores do Wydad Casablanca abandonaram o campo contra o Espérance alegando falta de segurança

Redação, Estadão Conteúdo

31 de julho de 2019 | 12h18

A polêmica final da Liga dos Campeões da África entre o Espérance, da Tunísia, e o Wydad Casablanca, do Marrocos, ainda não tem o seu desfecho. Nesta quarta-feira, a Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) anulou a decisão da Confederação Africana de Futebol (CAF, na sigla em francês) de repetir o jogo de volta, mas não definiu o título continental para nenhuma das duas equipes.

Em um comunicado oficial divulgado nesta quarta-feira, o tribunal com sede em Lausanne, na Suíça, anunciou que depois de realizar uma audiência com as partes em questão na última segunda, considerou que a CAF "não tem competência para ordenar que a final seja repetida" por razões formais.

Especificamente, o CAS indicou que não houve uma investigação prévia dos incidentes registrados no segundo jogo da final realizado em 31 de maio, em Túnis, e ordenou que a CAF realize essas investigações para "adotar as sanções apropriadas" e só então decidir se a partida deve ser repetida ou não.

Para Entender

Mercado da bola na Europa: veja as principais negociações

Gigantes europeus estão investindo pesado para mais uma temporada; fique por dentro das movimentações

Os dois clubes solicitaram que a decisão da competição fosse anulada, o que o CAS aceitou, mas cada um pediu para ser proclamado campeão da Liga dos Campeões. Mas não tiveram sucesso nesse ponto.

Na final, os jogadores do Wydad Casablanca abandonaram o campo contra o Espérance, quando perdiam por 1 a 0 e tiveram um gol anulado por impedimento, em sinal de protesto pelo não funcionamento do árbitro de vídeo (VAR).

A CAF considerou que a partida não reuniu as condições necessárias de organização e segurança e, assim, o Espérance teve de devolver o troféu conquistado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.