Carl Recine / Reuters
Carl Recine / Reuters

Casa do brasileiro Fabinho é furtada durante festa do título do Liverpool

Bandidos chegaram a levar joias e o carro do jogador, mas os bens foram recuperados

Redação, Estadão Conteúdo

24 de julho de 2020 | 08h44

A semana não foi apenas de alegrias para o meia Fabinho. Após participar da vitória sobre o Chelsea e da cerimônia de premiação do Liverpool, pelo título do Campeonato Inglês, o jogador brasileiro descobriu que sua casa foi furtada, no norte da cidade inglesa. O furto aconteceu justamente enquanto ele e seus companheiros celebravam a conquista nacional.

De acordo com a polícia, foram levados joias e um carro modelo Audi RS6, que acabou sendo recuperado horas depois a cerca de 30 quilômetros da casa do atleta da seleção brasileira. Fabinho descobriu que havia sido alvo do furto ao voltar para sua residência, após a celebração pela conquista do Campeonato Inglês, já na madrugada de quinta-feira.

Fabinho e seus companheiros de equipe receberam as medalhas e o troféu, conquistado com sete rodadas de antecedência, em cerimônia realizada no gramado do Anfield, na quarta, depois do triunfo sobre o Chelsea por 5 a 3, pela penúltima rodada. Foi o último jogo da equipe em casa nesta temporada.

Agora a polícia está recuperando imagens das câmeras de segurança para tentar identificar os autores do assalto. O caso de Fabinho não é isolado. Antes dele, foram vítimas de furtos os jogadores Sadio Mané, seu companheiro no Liverpool, e Dele Alli, do Tottenham, nos últimos meses.

A polícia também precisou atuar na festa da torcida do Liverpool entre quarta e quinta-feira. Apesar dos pedidos do clube de evitar aglomeração e celebrações nas ruas, cerca de 3 mil fãs se reuniram nos arredores do Anfield, causando preocupação às autoridades devido a risco de contaminação por covid-19. Os policiais detiveram nove pessoas por motivos diferentes, como dirigir sob efeito de álcool, desordem e brigas.

Tudo o que sabemos sobre:
furtoLiverpool Football Club

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.