Casa do irmão de Messi é atacada por tiros na Argentina

A polícia argentina informou nesta segunda-feira que a casa do irmão de Lionel Messi, astro do Barcelona, foi atacada e recebeu ao menos seis tiros de uma arma de baixo calibre. Não houve nenhuma vítima relatada.

AE-AP, Agência Estado

11 de abril de 2011 | 12h03

Os policiais da cidade de Rosário, que fica a cerca de 300 quilômetros de Buenos Aires, afirmaram que a mãe do jogador, Célia Messi, estava na residência, que pertence a Matías Messi, durante o incidente ocorrido na madrugada de sábado.

O caso só foi divulgado nesta segunda porque não foram prestadas queixas pela família Messi. A polícia local só tomou conhecimento do ocorrido devido às denúncias realizadas pelos vizinhos.

Esta não é a primeira confusão em que o irmão do jogador se envolve. Em 2008, Matías esteve detido por algumas horas em uma delegacia de Rosário por porte ilegal de arma de fogo.

De acordo com a Rádio Capital de Rosário, o advogado da família, Ricardo Giusepponi, afirmou que também tomou conhecimento do caso apenas nesta segunda e que tentou contactar Matías, mas não obteve sucesso.

Lionel Messi está na Espanha e esteve em campo com o Barcelona no último domingo. Ele marcou dois gols na vitória por 3 a 1 sobre o lanterna Almería, pela 31.ª rodada do Campeonato Espanhol.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolMessiirmãotiroscasa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.