Miguel Vidal/Reuters
Miguel Vidal/Reuters

Casemiro marca, Porto goleia Basel e avança na Liga dos Campeões

Time português se garante com quatro gols de fora da área

Estadão Conteúdo

10 Março 2015 | 18h46

O Porto mostrou nesta terça-feira que pode incomodar os principais favoritos ao título da Liga dos Campeões desta temporada. Depois de empatar por 1 a 1 com o Basel na Suíça, a equipe portuguesa dominou o adversário em casa e venceu com tranquilidade por 4 a 0, com uma bela atuação. Foram quatro bonitos gols de fora da área para garantir vaga nas quartas de final do torneio.

Abusando dos chutes de longe e com ótimas atuações de Brahimi e Casemiro, que deixaram suas marcas, o Porto superou a violência do rival para golear. A festa só não foi completa porque o brasileiro Danilo foi encaminhado ao hospital depois de choque forte com seu colega, o goleiro Fabiano.

Mesmo precisando apenas do empate por 0 a 0, o Porto tomou conta dos primeiros minutos do jogo, marcando no ataque e tentando as jogadas com Tello. Foi com esta pressão que o time português abriu o placar logo aos 13 minutos. Casemiro roubou a bola no meio de campo e tocou para Tello, que sofreu falta de Samuel na meia-lua. Brahimi bateu com categoria, no canto esquerdo do goleiro, que nem se mexeu.

Cinco minutos depois, no entanto, um susto. Tentando impedir um ataque do adversário, Danilo trombou com o goleiro do Porto, Fabiano. Quem levou a pior foi o lateral brasileiro, que caiu desacordado no gramado. Após alguns minutos de atendimento, foi retirado de campo, consciente, e encaminhado imediatamente a um hospital.

O baque não diminuiu o ritmo do Porto, que chegou novamente em dois lindos chutes de longe, com Casemiro e Aboubakar, que passaram muito perto. Tello ainda teve outra oportunidade aos 39, até que o Basel finalmente assustou. Aos 43, Gashi bateu de fora da área rente à trave.

O Porto voltou para o segundo tempo com a mesma disposição, e chegou ao segundo gol logo com um minuto. Após boa chegada pela esquerda, o mexicano Herrera recebeu na entrada da área e bateu colocado. Vaclik até desviou, mas não impediu que a bola balançasse a rede.

Os chutes de fora da área se mostravam uma ótima arma para o Porto, e ainda faltava o gol de um dos principais destaques da partida. Aos 11 minutos, Casemiro bateu falta de longe com perfeição, no ângulo direito do goleiro, que nada pôde fazer. Foi o suficiente para os portugueses administrarem o resultado, mas ainda houve tempo para Aboubakar, novamente em lindo chute de fora da área, selar a goleada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.