Casillas diz que pode sair em janeiro se não for titular

Um dos maiores ídolos da história do Real Madrid, Iker Casillas está se cansando da reserva. Nesta quinta-feira, o titular da seleção espanhola concedeu entrevista coletiva em evento de um patrocinador e deixou no ar a possibilidade de deixar o Santiago Bernabéu, onde jogou por toda a carreira, se não reassumir a titularidade até janeiro.

AE, Agência Estado

17 de outubro de 2013 | 11h09

Questionado sobre seu momento no clube, Casillas inicialmente disse que deseja "jogar e competir mais". Em seguida, porém, avisou que esta é a situação de momento e que ela pode mudar. "Mas, se dentro de três meses, a situação não mudar, e me fizerem a mesma pergunta, a melhor resposta será de que estou pensando em sair", afirmou o goleiro.

Casillas perdeu a titularidade no começo do ano, quando sofreu uma lesão na mão. O Real Madrid decidiu contratar Diego López, que virou titular e não deu qualquer motivos para ser substituído quando o ídolo voltou. Mesmo com a chegada de Carlo Ancelotti para o lugar do demitido José Mourinho, a situação não mudou. Casillas é titular na Liga dos Campeões, mas López joga a maioria dos jogos, sendo sempre titular do Espanhol.

"São decisões do treinador. Somos em 24 no elenco e todos querem jogar. Os jogadores são egoístas, mas para ser um bom profissional você precisa respeitar a opinião do técnico. O que terei que fazer é treinar muito mais para poder jogar", comentou Casillas.

Aos 32 anos, o goleiro só jogou no Real Madrid em toda a carreira. Se realmente decidir sair do clube, os gigantes do futebol espanhol podem fazer uma troca até meses atrás considerada surreal. Titular do Real desde 1999 e da seleção desde 2000, Casillas ficaria à disposição do Barcelona, que já sabe que perderá Victor Valdés ao fim da temporada. Este, por sua vez, é titular do Barça desde 2003 e procura um novo clube.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.