Werther Santana/Estadão Conteúdo
Werther Santana/Estadão Conteúdo

Prass e Ricardo Oliveira têm novo desacerto em clássico na Vila Belmiro

Goleiro do Palmeiras acusa atacante do Santos de provocações

GONÇALO JUNIOR, Estadão Conteúdo

02 de novembro de 2015 | 09h33

Após a derrota para o Santos por 2 a 1, na Vila Belmiro, no domingo, o goleiro Fernando Prass, do Palmeiras, criticou o comportamento do atacante Ricardo Oliveira. Segundo o goleiro, o artilheiro do Campeonato Brasileiro chutou a bola propositalmente em cima dele no final do primeiro tempo. Após o segundo gol, o atacante santista apenas caminhou ao lado do goleiro, sem comemorar.

"O que tu achas?", questionou Fernando Prass, após ser indagado se o lance havia sido proposital, deixando claro que havia achava que havia sido de propósito. "Isso é da postura, da personalidade da pessoa. Não acredito como uma pessoa pode se transformar tanto quando entra em campo", afirmou o goleiro após o jogo da Vila Belmiro.

Os desentendimentos entre Fernando Prass e Ricardo Oliveira não começaram no jogo deste domingo. No primeiro turno, os dois já haviam se desentendido no estádio Allianz Parque, quando o Palmeiras ganhou por 1 a 0 - os dois jogadores trocaram acusações após o clássico. O goleiro disse que levou um soco durante a partida, enquanto o centroavante acusou o rival de ter dado um pisão na saída de campo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.