?Caso Thaís? revela discriminação

O caso da garotinha Thaís Helena, de 12 anos, que conseguiu na Justiça uma liminar para jogar futebol num time de garotos ? num campeonato da Secretaria Estadual da Juventude, Esportes e Lazer ? não é o primeiro nem deve ser o último do gênero, na opinião de Marcílio Krieger. O advogado, que é especialista em direito esportivo, acompanhou o assunto, que ganhou repercussão nacional.Leia mais no Jornal da Tarde

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.