Alessandra Tarantino/AP
Alessandra Tarantino/AP

Cassano admite desejo de se aposentar, mas recua e decide ficar no Verona

Atacante revela que mudou de ideia ao receber a visita da sua família no novo clube

Estadao Conteudo

18 de julho de 2017 | 15h58

O atacante Antonio Cassano admitiu nesta terça-feira que quase anunciou sua aposentadoria, mas voltou atrás rapidamente e decidiu permanecer no Verona, com quem acertou contrato na semana passada. O jogador revelou que mudou de ideia ao receber a visita da sua família no novo clube.

"Eu estava muito cansado e quis me aposentar, num momento de fraqueza. Mas aí eu mudei de ideia. Se eu tivesse feito esta escolha, eu teria cometido um erro ridículo", declarou Cassano, em entrevista coletiva.

O ex-jogador da seleção italiana afirmou que a distância da família estava pesando em sua decisão inicial. "Me costumei a ficar em casa, com minha família, meus filhos. Mas os dirigentes fizeram um milagre ao convidarem minha família a virem aqui, embora isso seja proibido. Quero mostrar que eles acertaram na aposta e que posso fazer uma grande temporada."

Com passagens por Milan, Inter de Milão e Real Madrid, Cassano disputou as duas últimas temporadas pela Sampdoria, sem maior destaque. Aos 35 anos, ganhou raras oportunidades na equipe e fez apenas dois gols nas duas temporadas. Sem chance na equipe, acertou contrato com o Verona na semana passada.

Dono de dois títulos nacionais, com o Milan e com o Real, Cassano ganhou destaque internacional pelo talento como atacante e também por desavenças com dirigentes dos clubes que defendeu e por polêmicas. Em 2012, em meio à Eurocopa, ele foi multado pela Uefa por declarações consideradas homofóbicas.

Tudo o que sabemos sobre:
VeronaCassano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.