Cassano critica goleiro Buffon: 'Só vencemos quando não jogou'

Atacante não gostou de declarações do veterano capitão da equipe, que defendeu permanência de jogadores experientes na Itália 

AE, Agência Estado

28 de junho de 2014 | 10h25

A queda precoce da Itália na Copa do Mundo ainda não foi bem aceita pelos jogadores da seleção e prova disso aconteceu neste sábado. Depois de Buffon defender que os veteranos da equipe seguem jogando porque são os melhores do país, o atacante Cassano disparou contra alguns dos mais experientes que vieram ao Brasil e criticou duramente o goleiro e o volante Daniele De Rossi.

"O Buffon e o De Rossi sempre querem decidir tudo. Estávamos comprometidos e trabalhando como todo mundo, fizemos o que podíamos. Se ganhássemos, ganhavam eles. Perdendo, só nós perdíamos. Só não se esqueça que na única partida que vencemos o Buffon não jogou", declarou o atacante ao jornal italiano La Repubblica.

A declaração de Cassano foi uma resposta à de Buffon, que defendeu a presença dos veteranos na seleção e disse que os mais jovens ainda "precisam arar os campos do Campeonato Italiano antes de jogar na seleção". "Muitas vezes vejo comentários irônicos sobre a idade da seleção, mas somos sempre eu, Pirlo, De Rossi, Barzagli os que vão a campo quebrar os ossos. Muitas vezes os jovens se sentem sobrecarregados", disse o goleiro ao Corriere della Sera.

Titular absoluto da seleção italiana, Buffon deu lugar a Sirigu na estreia da equipe no Mundial - vitória por 2 a 1 sobre a Inglaterra - por causa de uma lesão. Depois que voltou ao time, a Itália perdeu para Costa Rica e Uruguai, ambos por 1 a 0. Diante dos uruguaios, no entanto, o goleiro foi um dos melhores em campo e impediu a derrota por um placar mais dilatado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.