Daniel Augusto Jr.
Daniel Augusto Jr.

Cassini troca Corinthians por Palermo, diz agente

Negociação aconteceu na manhã desta terça-feira; clube nega

Vítor Marques, O Estado de S.Paulo

26 de maio de 2015 | 14h14

O atacante Matheus Cassini, de 19 anos, sairá do Corinthians sem ter feito um único jogo pelo time profissional. Os empresários do atleta confirmaram na manhã desta terça-feira que o atleta foi negociado com o Palermo, da Itália. O valor da venda foi fechado em 1,5 milhão de euro (R$ 5 milhões) - 70% desse valor, cerca de R$ 3,5 milhões, será pago ao Corinthians. 

O último obstáculo na negociação foi vencido nesta terça-feira. O Corinthians, que agora se mostrou contrário à venda, receberá o valor à vista. O Palermo queria parcelar o valor. Os empresários Nilson Moura e Edu Corciani definiram a saída de Cassini em reunião com o presidente do Corinthians, Roberto de Andrade.

O dirigente do Corinthians, no entanto, afirma que a negociação ainda estão está concretizada. Segundo Roberto de Andrade, o contrato de venda não foi assinado. Por isso, o clube não se pronunciou oficialmente sobre o caso. Corciani disse ao Estado que a negociação foi concluída.

Cassini, que se sofreu uma lesão no púbis no início do ano, não foi inscrito no Campeonato Brasileiro. O jogador havia sido um dos destaques do time júnior na final da Copa São Paulo. Sem perspectiva de atuar no time profissional, Cassini preferiu ser negociado. A notícia, no entanto, teve repercussão negativa entre torcedores do Corinthians.

De última hora, dirigentes do clube tentaram manter o jogador: ofereceram aumento salarial e novo contrato. No último fim de semana, já inscrito no Brasileirão, foi relacionado para o jogo com o Fluminense, no Maracanã. 

Na reunião com os empresários, o Corinthians ofereceu salário de R$ 70 mil a Cassini - antes da proposta do Palermo cogitou pagar R$ 12 mil. Mesmo assim, Cassini preferiu sair do clube. Segundo seu empresário, Cassini assinará contrato de cinco anos com o clube italiano.  


Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansMatheus CassiniPalermo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.