Jorge Adorno/ Reuters
Jorge Adorno/ Reuters

Cássio cobra melhor pontaria do ataque corintiano: 'Futebol é bola na rede'

Time alvinegro perdeu por 1 a 0 para o Guaraní em Assunção, no Paraguai, no jogo de ida da segunda fase da Libertadores

João Prata, O Estado de S.Paulo

05 de fevereiro de 2020 | 23h55

O Corinthians foi superior ao Guaraní mesmo jogando em Assunção, no Paraguai. Teve mais posse de bola, ditou o ritmo do jogo, mas o problema é que vacilou no início e sofreu um gol. E a superioridade imposta em seguida, não adiantou nada, porque ao final da partida o time da casa saiu com a vitória por 1 a 0.

Na saída do gramado, Cássio cobrou melhor pontaria do ataque corintiano. "Futebol é resultado, bola na rede. Conseguimos impor nosso jogo, mas o resultado não veio. A equipe foi madura de não se desesperar (após sofrer o gol). Agora é pensar no final de semana e depois pensar em casa, com o estádio lotado, reverter essa situação", avaliou.


O meia-atacante Luan foi mais otimista. Para ele, o time foi superior e o que demonstrou em campo deve deixar o torcedor corintiano esperançoso para a próxima quarta-feira. “Foi em uma bobeira no início que tomamos o gol. Foi só essa a chance deles. Poderíamos ter virado no primeiro tempo, mas não fizemos o gol. Agora é trabalhar para o jogo de volta para criar mais. Faltou o último passe, mas serve de motivação para buscar a vitória na quarta-feira. Se não olhar o placar e analisar só o jogo, fomos melhores. Tenho certeza que a volta vai ser diferente”, disse.

A partida de volta acontece na próxima quarta-feira, na arena em Itaquera, e o Corinthians precisa vencer por dois gols de diferença para seguir adiante no torneio. Antes, o Corinthians terá pela frente a Inter de Limeira, domingo, em casa, pela quinta rodada do Campeonato Paulista.  

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.