Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Cássio comemora jogo antecipado e pede à CBF que mude calendário em 2019

Goleiro do Corinthians reclamou da maratona de partidas na reta final da temporada

João Prata, O Estado de S.Paulo

03 Outubro 2018 | 05h00

O goleiro Cássio comemorou a antecipação do jogo contra o Flamengo para sexta-feira, na Arena Corinthians, por causa das eleições. Assim, o elenco terá uns dias a mais para se recuperar de olho no duelo com o Cruzeiro, dia 10, no Mineirão, pela final da Copa do Brasil.

"Vai ser bom esse tempo a mais de recuperação porque todos deverão estar aptos contra o Cruzeiro", disse. O jogador também aproveitou essa mudança para pedir que a CBF repense o calendário da próxima temporada. 

"Algumas coisas precisam ser revistas para a próxima temporada. Tivemos muitos jogos em sequência de alta intensidade. Viemos de uma partida decisiva contra o Flamengo no meio da semana e depois jogamos no sábado contra o América-MG na casa deles. E não falo só pelo Corinthians. Chega esse período e há um cansaço muito grande", prosseguiu. 

O Corinthians já fez 64 jogos na atual temporada. Disputou e venceu o Campeonato Paulista, foi até as oitavas da Libertadores, está na decisão da Copa do Brasil e na reta final do Campeonato Brasileiro - além disso, disputou cinco amistosos. "Por essa sequência toda, ganhar um dia a mais de descanso pode fazer enorme diferença. Vai ser um bom intervalo", complementou.

Do outro lado, o Cruzeiro enfrentará o Boca Juniors na quinta-feira, no Mineirão, no jogo de volta das quartas de final da Libertadores. O time mineiro perdeu o jogo de ida por 2 a 0 e buscará a virada. Por causa da disputa no torneio continental, o Cruzeiro teve a partida da 28ª rodada do Campeonato Brasileiro adiada e terá um dia a mais para se recuperar em relação ao Corinthians.

Cássio, no entanto, evitou falar muito do Cruzeiro. Ele comentou que o foco no momento tem que estar no jogo desta sexta-feira. "A gente precisa trabalhar jogo a jogo. Claro que existe a ansiedade, mas trabalhamos por etapas. O jogo contra o Flamengo também é importante. A equipe deles está na briga pela ponta do Brasileiro. Trabalhamos por etapas", finalizou.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.