Rodrigo Gazzanel/ Ag. Corinthians
Rodrigo Gazzanel/ Ag. Corinthians

Cássio defende retranca de Jair, mas vê Corinthians mais equilibrado

Goleiro diz que Jair acertou em se preocupar inicialmente com a zaga e acredita que o ataque também começou a evoluir

João Prata, O Estado de S.Paulo

02 Outubro 2018 | 14h00

O goleiro Cássio falou nesta terça-feira sobre o bom momento do setor defensivo do Corinthians. Desde que o técnico Jair Ventura assumiu, a equipe levou quatro gols em seis jogos e obteve como principal feito a vaga na final da Copa do Brasil

"Quando a gente não toma gol está mais perto da vitória. No mata-mata não dá para fazer um jogo ruim porque você coloca tudo a perder", disse. "Quando o Jair chegou a gente vinha perdendo muito, oscilando por detalhes e ele começou buscando o acerto defensivo", emendou.

Prova de que o treinador priorizou o trabalho da zaga é que o ataque só foi evoluir um pouco nos últimos jogos. A média, no entanto, não é boa. Foram cinco gols marcados nessas seis partidas, o que resultou em três empates, duas vitórias e uma derrota.

O clima está tranquilo porque um desses triunfos foi contra o Flamengo (2 a 1) na última quarta-feira e levou a equipe para a decisão da Copa do Brasil - no dia 10, o Corinthians visitará o Cruzeiro, no Mineirão, no primeiro duelo da final.

"Não acho errado defender um pouco mais no início e depois priorizar o ataque. No começo não tivemos muito tempo para treinar, era jogo atrás de jogo. Agora, ele (Jair) está trabalhando um pouco mais o ataque também e tem tido evolução. Acredito que está tendo um equilíbrio bom do time. Claro que dá para crescer mais e evoluir. Mas estamos no caminho certo", analisou Cássio.

Apesar de estar na decisão da Copa do Brasil, o Corinthians vive situação complicada no Campeonato Brasileiro. O time ocupa a nona colocação, com 35 pontos, e está a seis de distância da zona de rebaixamento. Por isso, vencer o Flamengo na sexta-feira, em casa, pela 28ª rodada é fundamental. "Nosso pensamento está só nesse jogo. Precisamos do resultado e vamos em busca dele", comentou o goleiro alvinegro.

Entre um jogo e outro da Copa do Brasil, o time alvinegro terá o clássico contra o Santos, no Pacaembu, que deve contar apenas com a torcida adversária. Se vencer o Flamengo e abrir distância da degola, Jair poderá até poupar alguns titulares na partida contra o Santos. Caso contrário, no pior dos cenários, poderá chegar no clássico a apenas três da zona de rebaixamento.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.