Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Cássio descarta favoritismo do Corinthians e diz que Libertadores é 'traiçoeira'

"Não podemos menosprezar nenhuma equipe. Já vimos muitas equipes que eram favoritas serem eliminadas"

Estadão Conteúdo

26 de fevereiro de 2018 | 15h18

O Corinthians estreia na Libertadores na próxima quarta-feira, quando encara o Millonarios na Colômbia. O time brasileiro chega para o confronto embalado pela vitória no clássico com o Palmeiras, no fim de semana, mas Cássio descartou qualquer favoritismo e alertou para os percalços que este torneio costuma trazer.

+ Sem Kazim, Corinthians divulga lista de 30 inscritos para a Libertadores

"A Libertadores é um campeonato bem traiçoeiro, não podemos menosprezar nenhuma equipe. Já vimos muitas equipes que eram favoritas serem eliminadas e não chegarem no objetivo. Temos que estar bem preparados, respeitar todas as equipes e buscar uma vitória para começar bem lá na Colômbia", declarou.

Esta será a quinta Libertadores de Cássio pelo Corinthians. Ele foi um dos heróis do título inédito de 2012 e, no ano seguinte, encarou este mesmo Millonarios na primeira fase. Foram duas vitórias para o time brasileiro na ocasião - 2 a 0 em casa e 1 a 0 fora -, mas o goleiro recordou as dificuldades enfrentadas em Bogotá.

"É um campo rápido, de qualidade muito boa. Sempre tem bom público e está lotado. A torcida empurra, ajuda. Em 2013, quando jogamos contra o Millonarios lá, a torcida fez uma festa bem bonita. É estilo Libertadores. É muito difícil jogar fora de casa. Temos que ter total atenção e estar preparados. Apesar de todas as dificuldades, a gente vai em busca dos três pontos", comentou.

Cássio não escondeu a alegria pelo triunfo por 2 a 0 sobre o Palmeiras no sábado, mas lembrou que, além do duelo com o Millonarios na quarta, o Corinthians terá pela frente um novo clássico já no domingo que vem, contra o Santos, no Pacaembu.

"Lógico que ficamos mais felizes por ter ganhado o clássico e pelo desempenho da equipe, mas sabemos que quarta tem uma estreia na Libertadores e no próximo fim de semana tem outro clássico. Nos dá moral, mas mantemos os pés no chão pra sempre querer melhorar e evoluir."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.