Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Cássio diz que desgaste por jogo da Copa do Brasil não pode servir de desculpa

Goleiro do Corinthians diz que jogo em Chapecó não altera muito a preparação para a final do Paulistão com o São Paulo

João Prata, O Estado de S.Paulo

15 de abril de 2019 | 11h00

O goleiro Cássio foi mais uma vez o destaque do Corinthians no empate sem gols com o São Paulo no primeiro jogo da decisão do Campeonato Paulista, no Morumbi. Agora, o time alvinegro não contará com ele no duelo de meio de semana da Copa do Brasil.

Como foi expulso na partida contra o Ceará pela fase anterior, o goleiro terá de cumprir suspensão, quarta-feira, contra a Chapecoense, no jogo de ida da quarta fase. Cássio comentou sobre o desgaste que os demais companheiros podem chegar para o confronto decisivo com o São Paulo, mas avisou que não pode servir de justificativa.

"Sabe que vai ter um pouco mais de desgate. Isso não pode ser desculpa. Só eu que vou ter a semana de descanso porque fui expulso. Esse primeiro jogo com o São Paulo prova que o grupo é bom. O Carlos Augusto entrou com personalidade. O Richard entrou no lugar do Junior Urso e deu conta do recado. Tem um grupo que pode entrar e manter o nível em um grande plantel. O São Paulo vai descansar, mas isso não serve de desculpa", disse.

No jogo de ida contra o São Paulo Cássio fez ao menos duas grandes defesas para garantir o empate sem gols. No primeiro ele caiu dentro do gol e pegou com a perna. Na etapa final, espalmou um chute de Hernanes de fora da área.

"Foram defesas em situações diferentes. No primeiro lance fui empurrado e dei sorte. Acabei salvando com o pé. A segunda foi mais difícil porque a bola variou bastante. O mais importante é não levar gols", comentou.

Cássio tem oito troféus pelo Corinthians, é um dos jogadores mais vitoriosos da história do clube. No segundo jogo da decisão, de acordo com o lateral-direito Fagner, a faixa de capitão deverá ficar entre o goleiro e o volante Ralf. "Se eu for vai ser ótimo. Mas independentemente disso, queremos fazer um grande jogo e sair com o título em casa."

"Final quanto menos errar, mais chances de vencer. Os dois lados poderiam sair com a vitória nesse primeiro jogo. Saímos com um bom resultado. A vitória nos dá o título. Vamos fazer um bom jogo na quarta-feira para chegar com confiança para a final", encerrou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.