Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Cássio diz se sentir em casa no Corinthians e luta para voltar à seleção brasileira

Goleiro iniciará preparação para 2019 nas férias com objetivo de estar na lista de Tite para a Copa América

João Prata, O Estado de S.Paulo

28 de novembro de 2018 | 05h00

No Corinthians desde 2012, com oito título no currículo, o goleiro Cássio pensa em seguir no clube na próxima temporada. No entanto, disse que ainda não tem como garantir a permanência, pois não depende apenas dele.

"Essa é uma questão que tem de ser feita ao meu empresário. É difícil acontecer uma mudança. Estou há sete anos no Corinthians. Não vou dizer que não sairia porque não se sabe o amanhã. Me sinto confortável. Aqui vivi só coisas positivas. Me sinto muito feliz, mas às vezes chega uma proposta irrecusável. Mas não penso em sair. Penso em melhorar, crescer, conquistar mais títulos e quebrar recordes", disse.

Na próxima temporada, além das taças, Cássio também estará de olho na seleção brasileira. O jogador foi lembrado por Tite para a disputa da Copa do Mundo da Rússia, mas no segundo semestre deixou de aparecer na lista de convocados.

2019 é ano de Copa América, que terá o Brasil como sede. Para retornar ao time brasileiro, Cássio pretende iniciar a preparação ainda nas férias. "Tenho que começar bem o ano. Se o time estiver bem pode possibilitar o retorno. Vou continuar me cuidando e, se Deus quiser, voltar para a seleção", disse. 

"Realizei um sonho, estive em um grupo seletíssimo e pude participar de uma Copa do Mundo. Sou muito grato ao Corinthians por isso. O que te faz ser convocado é o trabalho no clube. Fiquei muito feliz de fazer parte desse grupo. Agora vou me cuidar nas férias para começar a mil e, se for convocado, ir lá (para a seleção) e fazer o melhor", prosseguiu o capitão corintiano.

O Corinthians fará o último jogo na temporada no próximo domingo, às 17h, contra o Grêmio, em Porto Alegre. Livre da ameaça do rebaixamento, o time alvinegro agora luta pela primeira vitória fora de cassa no returno, que garantirá uma vaga na Copa sul-americana.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.