Cássio é 12º goleiro que Mano Menezes testa na seleção brasileira

Treinador assumiu o posto em 2010, depois da demissão de Dunga após o fracasso na África do Sul

O Estado de S. Paulo

23 de agosto de 2012 | 15h14

RIO - Cássio, do Corinthians, é a mais nova aposta de Mano Menezes para o gol da seleção brasileira. Também é o 12ª jogador da posição que o técnico chama desde que assumiu o posto de Dunga, em julho de 2010, com a missão de enterrar o trabalho que fechou seu ciclo na Copa da África do Sul, com a eliminação do Brasil para a Holanda nas quartas de final. Cássio é um antigo conhecido de Mano, mesmo tendo assumido há poucos meses a camisa 1 do Corinthians, que pertencia a Júlio César.

"Trabalhei com o Cássio no Grêmio, e desde aquela época o conheço. Ele também teve uma passagem pela Holanda, de poucas partidas, antes de se firmar no Corinthians. Já fazia algum tempo que tinha a ideia de convocá-lo, e agora apareceu essa oportunidade. Temos chamado bons goleiros, mas nenhuma unanimidade. Confio muito nos outros com quem trabalho, como o Rafael (Santos), Diego Alves (Valencia) e Jefferson (Botafogo), mas quero dar essa chance ao Cássio."

Mano Menezes também chamou para as partidas dos dias 7 e 10 de setembro, contra África do Sul e China, respectivamente, os goleiros Diego Alves e Jefferson. Ele não disse quem será titular. O treinador deixou claro que sua intenção é encontrar um goleiro capaz de assumir o posto e não gerar mais dúvidas na torcida. Sua intenção, como já disse, é ter a seleção pronta na Copa das Confederações, e de lá para o Mundial de 2014.

Veja a lista dos goleiros convocados por Mano desde que ele assumiu o cargo:

Cássio (Corinthians)

Diego Alves (Valencia)

Fábio (Cruzeiro)

Gabriel (Milan)

Gomes (Tottenham)

Jefferson (Botafogo)

Júlio César (Inter de Milão)

Neto (Fiorentina)

Rafael (Santos)

Renan (Estoril)

Victor (Atlético-MG)

Renan Ribeiro (Atlético-MG)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.