Rodrigo Gazzanel/ Ag. Corinthians
Rodrigo Gazzanel/ Ag. Corinthians

Cássio e Fagner comemoram convocação e lamentam desfalcar Corinthians

Jogadores devem se apresentar à seleção brasileira depois do jogo contra o Deportivo Lara, na quarta-feira

João Prata, O Estado de S.Paulo

17 de maio de 2019 | 11h57

Convocados para a seleção brasileira que disputará a Copa América, o goleiro Cássio e o lateral-direito Fagner concederam entrevista coletiva nesta sexta-feira no CT Joaquim Grava. Os dois comemoraram a presença na lista do técnico Tite e comentaram também o momento complicado do Corinthians, que perdeu na Copa do Brasil e ainda não engrenou no Campeonato Brasileiro

"É um momento de felicidade e alegria. Todo atleta almeja defender sua seleção. Defender o Brasil na Copa América é motivo de orgulho. Tenho que agradecer meus companheiros e ao Corinthians", disse Fagner. "Estou muito feliz e pronto para essa responsabilidade, é só agradecer e fazer o meu melhor", emendou Cássio.

Os 23 convocados começarão a se apresentar à seleção brasileira a partir da próxima quarta-feira. A expectativa é que a dupla corintiana não participe do jogo de ida contra o Deportivo Lara, em casa, na quarta, pela segunda fase da Copa Sul-Americana, e também do clássico com o São Paulo no outro final de semana, na arena em Itaquera.  Antes da estreia na Copa América, a seleção brasileira fará dois amistosos: contra o Catar no dia 5, em Brasília e contra Honduras no dia 9, no Beira-Rio. Fagner e Cássio comentaram sobre o período que ficarão fora.

"A gente queria ajudar, mas o bom momento no clube nos proporcionou isso. Por isso agradeci aos companheiros. A gente sabe que é difícil, mas também confiamos nos jogadores que aqui estão. Os jogadores que entrarem vão tentar fazer o melhor para que a equipe continue vencendo", disse o lateral.

"É o calendário... Uma das coisas difíceis de ir para a seleção é deixar o seu clube. Não sei como vai ser, quais jogos vamos ficar fora. Lógico que representar o seu país é uma coisa bem legal, o sonho de todo mundo, mas ao mesmo tempo você tem identificação com o seu clube e acaba perdendo alguns jogos. Mas quem estiver aqui vai fazer o seu melhor", comentou Cássio.

Os dois ficarão de fora do jogo de volta da Sul-Americana e no Brasileirão desfalcarão o clube nos  jogos fora de casa contra o Cruzeiro e o Santos. O Corinthians não vive bom momento na temporada. Na quarta-feira perdeu para o Flamengo por 1 a 0 em casa no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. No Brasileirão, somou apenas uma vitória em quatro jogos.

"A pressão existe sempre, mas o mais importante é a gente ter a nossa consciência, buscar a melhora a cada dia. Tivemos pontos positivos contra o Flamengo. Precisamos levar isso, e corrigir os erros, que são naturais. Sabemos a dificuldade de jogar fora de casa, mas o mais importante é acreditar no que fazemos, sempre buscando melhora, para subir na tabela", analisou Fagner.

"Não dá para a gente entrar em pânico, tem que ser jogo a jogo. O (jogo contra o) Grêmio foi um ponto discutível, é um time que vai brigar lá em cima. Temos que ir lá em Porto Alegre e ganhar pontos deles também. Não dá para projetar os próximos cinco jogos, o próximo jogo é domingo, será difícil, mas temos que buscar pontuar para brigar entre os primeiros na tabela."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.