Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Cássio elogia gramado e Corinthians cogita manter mandos de campo em Itaquera

Time alvinegro receberá o próximo jogo em casa em primeiro de maio, contra a Chapecoense, pela segunda rodada do Brasileirão

João Prata, O Estado de S.Paulo

25 de abril de 2019 | 15h41

O goleiro Cássio elogiou o gramado da Arena Corinthians após a vitória sobre a Chapecoense por 2 a 0 pela quarta fase da Copa do Brasil. A melhora das condições pode fazer com que o clube mude os planos e mantenha os mandos de campo em Itaquera.

"Deu uma grande melhorada, pode melhorar ainda mais. Fui um dos que critiquei quando não estava bom, mas teve melhora grande. Dá para ver no futebol nosso, tivemos mais segurança, uma grande melhora, não é o top que já foi, mas teve melhora grande. Logo estará no seu top de novo", comentou.

Durante a fase final do Estadual, o presidente Andrés Sanchez informou que o time teria de mandar seus jogos em outro estádio para que o gramado voltasse às condições ideais. O dirigente admitiu que o evento com caminhões realizado sobre o gramado no fim do ano passado foi o responsável por prejudicar da grama no início da temporada. 

O dirigente, no entanto, não havia definido ainda onde o Corinthians mandaria seus jogos. Disse apenas que o Morumbi e o Allianz Parque estavam descartados. Como o gramado melhorou a diretoria já estuda seguir com os jogos em Itaquera no Campeonato Brasileiro.

O próximo jogo em casa será contra a Chapecoense pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, em primeiro de maio. Vale lembrar que o Corinthians terá de ceder a arena para a disputa da Copa América. A casa alvinegra tem de ser entregue à Conmebol 30 dias antes do início do torneio, portanto, em 15 de maio.

O Corinthians volta a campo fora de casa. No próximo domingo enfrentará o Bahia, em Salvador, na estreia da competição nacional. O time alvinegro também aguarda pelo sorteio da CBF para conhecer seu adversário das oitavas de final da Copa do Brasil.    

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.