Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Cássio jogou com dores para evitar expor o reserva Caíque no Corinthians

Goleiro, entretanto, não deve ser desfalque para a partida contra o Bragantino

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

15 de março de 2018 | 11h00

Durante o segundo tempo da partida entre Corinthians e Deportivo Lara, Cássio levou uma pancada na região do quadril e precisou ser atendido pelos médicos algumas vezes. O goleiro contou que sentiu muitas dores no local, mas decidiu permanecer no jogo para evitar expor o reserva Caíque França em um jogo complicado para o time brasileiro.

+ Carille vê Emerson Sheik como o líder que faltava ao Corinthians

+ Em seu 150º jogo pelo clube, Rodriguinho destaca bom início na Libertadores

“Me choquei na hora que saí do gol. Ficou dolorido o quadril para bater tiro de meta. Eu podia ter saído, mas é difícil também colocar o Caíque num jogo assim, entrar no decorrer do jogo. Fiz tratamento, fui medicado e amanhã (quinta-feira) vou ser reavaliado, mas foi mais a pancada do jogo. É uma área ruim, que fica dolorida, mas não deve ser problema”, disse o goleiro, após a vitória por 2 a 0 sobre os venezuelanos, na Arena Corinthians.

Ele será reavaliado, mas não deve ser problema para o jogo com o Bragantino, domingo. Atuar o máximo de jogos é algo que está nos planos de Cássio para poder mostrar ao técnico Tite que merece estar na lista dos convocados para a seleção brasileira que disputará a Copa do Mundo.

Embora tenha sido chamado pelo ex-técnico do Corinthians em várias convocações, ele não foi convocado para os últimos amistosos antes da convocação para a Copa, mas não acredita que isso seja um problema.

“Normal, às vezes a gente é convocado, às vezes não é. É continuar o trabalho. Venho tendo um bom início de temporada e a gente vem de um gol (sofrido) nos últimos seis jogos. Tenho muito respeito aos convocados. É opção do Tite, do treinador”, comentou sem demonstrar abatimento por ter visto o goleiro Neto sendo chamado em seu lugar.

Tudo o que sabemos sobre:
Corinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.