Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians
Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians

Cássio lamenta derrota 'dolorosa', mas pede para o Corinthians levantar a cabeça

Goleiro tem grande atuação no Maracanã, mas não consegue evitar derrota alvinegra no Brasileirão

Redação, O Estado de S.Paulo

18 de novembro de 2021 | 00h17

O Corinthians segurou o empate com o Flamengo até os 49 minutos do segundo tempo no Maracanã, quando Bruno Henrique aproveitou bela jogada de Rodinei e definiu a vitória por 1 a 0. O goleiro Cássio nada pôde fazer no lance e lamentou uma derrota "dolorosa". Experiente, contudo, pediu para o time erguer a cabeça e já pensar no clássico com o Santos, no domingo.

Ainda dependendo apenas de duas forças para fechar o Brasileirão no G-4 e ir direto à fase de grupos da Copa Libertadores, o goleiro pede para a equipe usar essa derrota de aprendizado e resgatar os pontos no clássico da Neo Química Arena.

"É muito difícil enfrentar o Flamengo aqui, ele joga em uma intensidade alta. Mas é muito duro levar um gol no final. Já fizemos isso também, mas é muito dolorido", afirmou o goleiro.

Nada, porém, de ficar remoendo a derrota. Na visão de Cássio, a equipe precisa amanhecer nesta quinta-feira já com sangue nos olhos para desbancar os comandados de Fábio Carille. Como o Red Bull Bragantino tem um jogo a mais, vencer em casa já coloca o time no G-4 - está em quinto, dois pontos atrás da equipe do interior paulista.

"Agora é levantar a cabeça e seguir em frente. Serve de aprendizado. E já é pensar no clássico de domingo. A gente sai chateado, mas faltam algumas rodadas e estamos na briga pelo G-4", disse Cássio.

O técnico Sylvinho pode ter problemas para enfrentar o Santos. Giuliano e Jô foram substituídos com contusões e vão passar por reavaliação. O meia sentiu dores musculares ainda no primeiro tempo e o atacante saiu mancando, assim como contra o Cuiabá, no qual alegou apenas desgaste.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.