Clayton de Souza / Estadão
Clayton de Souza / Estadão

Cássio pede paciência após a saída de titulares do Corinthians

Equipe perdeu Ralf, Renato Augusto, Jadson e Vagner Love

O Estado de S.Paulo

14 de janeiro de 2016 | 15h37

Depois de recusar uma proposta do Besiktas, da Turquia, e viajar com o Corinthians para a pré-temporada na Flórida, o goleiro Cássio pede paciência com a nova equipe. O atual campeão brasileiro perdeu quatro titulares (Ralf, Renato Augusto, Jadson e Vagner Love) e vai passar por um processo de reformulação que começa com a disputa do torneio Florida Cup.

“Nos primeiros jogos vamos precisar de um pouco de paciência para entrosar, saíram jogadores que estavam acostumados a jogar juntos”, afirmou o goleiro na chegada aos Estados Unidos. 

Depois da saída dos titulares, o Corinthians contratou o zagueiro Vilson, o meia Alan Mineiro, o goleiro Douglas e os atacantes Marlone e Guilherme. De acordo com a diretoria, o clube procura um meia, mais um atacante e um volante. Um dos nomes é Willians, que atua no Cruzeiro. Por outro lado, o Timão ainda corre o risco de perder o zagueiro Gil para a China.

O goleiro Cássio sabe que terá de trabalhar para fazer o elenco suportar a pressão. “Nós que somos mais velhos temos de dar esse suporte para os jogadores novos, sabemos a pressão que é jogar no Corinthians”, afirmou Cássio.

SUSTO 

Na viagem até a Flórida, a delegação levou um susto. Um raio passou muito perto de uma das asas da aeronave minutos depois da decolagem, em São Paulo, ainda na noite de quarta-feira. Nenhum dado foi causado e o voo prosseguiu normalmente.  "Tirando o raio que acertou o avião, foi um voo tranquilo". brincou o vice-presidente do Corinthians, Jorge Kalil.

A equipe treina nesta quinta-feira à tarde (início da noite no Brasil) no próprio hotel em que está concentrada. A estreia no Florida Cup será domingo, às 17 horas, contra o Atlético Mineiro. Na quarta-feira, o time de Tite enfrenta o Shakhtar Donetsk.  

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolCorinthiansCassio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.