Rodrigo Coca/ Agência Corinthians
Rodrigo Coca/ Agência Corinthians

Cássio se esquiva sobre jogos na pandemia: 'Precisamos pensar em todos'

Equipe corintiana precisou se deslocar para Volta Redonda, no Rio de Janeiro, para enfrentar o Mirassol

Redação, Estadão Conteúdo

24 de março de 2021 | 00h19

O goleiro Cássio saiu de campo satisfeito com a vitória do Corinthians sobre o Mirassol por 1 a 0, na noite desta terça-feira. Fez elogios à defesa e ao meio-campo, comemorou o pênalti que defendeu nos instantes finais da partida, mas se esquivou sobre a disputa de jogos durante o momento mais difícil da pandemia no Brasil. Foi justamente por causa da pandemia que a partida, válida pelo Campeonato Paulista Sicredi 2021, foi disputada em Volta Redonda (RJ).

"É triste ver tantas pessoas morrendo pela covid. Eu já peguei, outros jogadores também. Mas, para a gente tentar melhorar essa situação, cada um precisa fazer a sua parte. É preciso se cuidar. Sei que em muitos lugares, tem muita dificuldade. Não estou aqui para dizer o que é certo e o que é errado", comentou o goleiro, ao ser questionado pelo canal SporTV.

"Muitas vezes pensamos só em nós, os times grandes. Mas precisamos pensar em todos. Claro que queríamos que essa pandemia passasse o mais rápido possível. Queríamos que não tivéssemos tantas mortes. Se Deus quiser, esse número de mortes vai diminuir", prosseguiu Cássio.

O jogador garantiu que o Corinthians está seguindo todos os protocolos sanitários. "Estamos tomando todas as providências, estamos usando máscara, usamos álcool em gel. Fazemos tudo o que nos pedem. O Corinthians vem tendo todo o cuidado. Quando os jogadores pegaram (o vírus), cada um respeitou o isolamento. Só que hoje em dia está muito difícil falar o que é certo e o que é errado sobre esta situação", repetiu o goleiro.

Sobre o jogo, Cássio demonstrou satisfação pelo desempenho desta terça, embora tenha lamentado o sufoco que o time passou nos minutos finais. "No primeiro tempo, ficamos um pouco abaixo, principalmente no início do jogo. Fomos até pressionados. Conseguimos nos defender bem até fazer o nosso gol, equilibramos o jogo. No segundo tempo, tivemos oportunidade de matar o jogo, mas, de repente, se tivéssemos feito o segundo gol, o jogo ficava mais tranquilo. Estou há tanto tempo no Corinthians que já estou acostumado de ter essa adrenalina até o final do jogo", brincou o jogador. "Defensivamente, a equipe vem se mostrando muito bem, vem sendo efetiva. Em comparação aos outros jogos, nós criamos mais", resumiu.

Ele elogiou a equipe adversária. "O Mirassol sempre monta equipes de qualidade. A maior parte dos jogadores depois vai jogar em times da Série A (do Campeonato Brasileiro). Sempre tem uma estrutura muito boa, sempre um time bem treinado. Mas fomos efetivos. Mas é claro que, se tivéssemos sofrido menos no final, seria melhor."

A vitória pode ser atribuída a Cássio porque o goleiro fez importante defesa nos instantes finais do confronto, ao defender a penalidade cobrada por Fabrício. "Esperei ao máximo na cobrança. E o fato de eu esperar dificultou um pouco para ele. Mas, graças a Deus, consegui fazer a defesa. Depois o Gil afastou a bola."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.