Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Cássio volta aos treinos do Corinthians e deve ser titular no domingo

Recuperado de dores no quadril, goleiro deve recuperar a vaga que foi de Walter nos dois últimos jogos

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

12 de novembro de 2019 | 17h04

O Corinthians deve ter o retorno do goleiro Cássio no domingo, às 18h (de Brasília), na partida com o Internacional, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida envolve dois concorrentes diretos por uma vaga na Libertadores

Fora dos últimos dois jogos por dores no quadril, o goleiro treinou sem limitações nesta terça-feira, na reapresentação do elenco após dois dias de folga. A tendência é que ele volte a ser titular no lugar de Walter, que atuou diante de Fortaleza e chegou a defender um pênalti contra o Palmeiras.

“A saída com o goleiro é importante para dar fôlego ao seu time. Fizemos uma estratégia para ficar com a bola e abrir as linhas do Palmeiras. E a gente não conseguia ter sustentação. Essa foi a dificuldade. Minha maior alegria é fazer no campo o que foi passado no vestiário. Colocando a prática de jogar com a bola no chão, eles são muito inteligentes para isso – destacou o técnico do Corinthians.

O lateral Fagner, que também não jogou nas últimas duas partidas em função de dores na coxa direita, ainda não tem seu retorno confirmado. O jogador realizou trabalhos específicos com os fisioterapeutas Lucas Freitas e Luciano Rosa. Em dado momento do treino, teve uma longa conversa com Dyego Coelho sobre o posicionamento do time. O atacante Everaldo, que se recupera de cirurgia no púbis, foi a campo também para trabalhos específicos. Ele ainda não tem data para voltar a ser relacionado.

Diante do Inter, Corinthians não terá o volante Gabriel, suspenso, o meia Pedrinho, na seleção sub-23, e o zagueiro Bruno Méndez, convocado para os amistosos da seleção principal do Uruguai. O Corinthians volta a treinar na tarde de quarta, com um jogo-treino diante do Atibaia, no CT.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.