Osama Faisal/AP
Osama Faisal/AP

Catar defende Copa e diz que vai cooperar com investigação

Em comunicado, comitê organizador se esquiva de acusações

William Maclean, REUTERS

29 de maio de 2015 | 08h09

O Catar defendeu nesta sexta-feira sua candidatura vitoriosa para organizar a Copa do Mundo de 2022 após a revelação de um escândalo de corrupção na Fifa, e disse que vai cooperar com uma eventual nova investigação sobre a escolha se for solicitado.

O comitê organizador da Copa do Catar disse em comunicado que o país realizou sua campanha para o Mundial de 2022 com integridade e os mais elevados padrões éticos.

"Queremos reiterar que colaboramos totalmente com todas as investigações iniciadas sobre o processo de candidatura 2018/2022 e continuaremos a agir assim, caso seja solicitado", disse o comitê em nota.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.